Indicador do Bitcoin mostra mesma confiança vista antes de disparada de 923% em 2017

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Relatório da Glassnode aponta que indicador mostra otimismo em relação ao preço do Bitcoin.

  • Da última vez que métrica teve esse comportamento, BTC disparou 923%.

  • Subida da mesma proporção faria BTC atingir preço impressionante em poucos meses.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O Bitcoin pode iniciar uma subida sem precedentes mesmo depois de atingir a máxima de cerca de US$ 24.000.



Indicadores do BTC mostram um alto nível de confiança no preço. Segundo uma análise da Glassnode, a rede da critomoeda mostra sinais de que os investidores ainda se mantêm muito otimistas apesar do recente recorde de valorização.

As pistas positivas estão na métrica Risco de Reserva (Reserve Risk), que é usada para avaliar a confiança dos investidores de longo prazo em relação ao preço do BTC. Quanto mais mais baixo está o indicador, maior é a confiança de que o preço atual está baixo e pode subir. Dessa forma, o risco de manter a reserva intocada permanece baixo.



Segundo a Glassnode, a boa notícia é justamente que esse indicador está em um nível historicamente baixo. Dessa forma, mesmo rondando os US$ 23.000, o Bitcoin ainda estaria sobre uma zona verde que sugere uma relação favorável entre risco e recompensa.

O risco de reserva do Bitcoin permanece extremamente baixo, apesar do preço ultrapassar seu recorde anterior, indicando uma relação risco / recompensa favorável para investir.

Indicador mostra mesmo comportamento antes de rali que fez preço subir 923%

Além da pista sobre o sentimento dos investidores, o indicador traz otimismo pelo histórico da moeda. De acordo com a Glassnode, o nível atual do indicador de Risco de Reserva foi visto no mesmo patamar em 2017 muito antes da alta histórica para pouco menos de US$ 20.000.

Na época, em maio daquele ano, o Bitcoin era negociado por apenas US$ 2.000. Foi então que, em menos de sete meses, a criptomoeda disparou em uma corrida que fez o preço subir nada menos que 923%. Se seguir o mesmo caminho dessa vez, o BTC poderia, dessa maneira, alcançar até US$ 220.000.

Quando o risco de reserva estava em níveis igualmente baixos durante a alta de 2017, o preço do Bitcoin ainda estava abaixo de US$ 2.000 e teve um aumento de 923% antes do topo. Se o BTC seguisse essa mesma tendência no mercado atual, isso se traduziria em um topo de mercado de quase US$ 220.000.

O preço do Bitcoin acima de US$ 200.000, vale lembrar, é inclusive especulado por alguns analistas. A tese de ouro digital, inclusive, envolve a subida do BTC para o patamar de US$ 500.000 nos próximos anos.

Pessimistas perderam e Bitcoin deve manter US$ 23.000 como suporte

A Glassnode também menciona dados da blockchain que mostram que os pessimistas perderam a batalha. Segundo a firma de análise, a tendência de queda se reverteu e o preço de US$ 23.000, agora, pode ter se tornado o novo suporte. Isso significa que, a disparada igual a 2017 não ocorre a partir daqui, tampouco o BTC deverá despencar.

Como previmos no boletim informativo da semana passada, a recente correção de baixa do BTC no SOPR ajustado pela entidade foi de fato um sinal de uma tendência ascendente que se aproxima. A tendência de queda agora se inverteu, sugerindo que o movimento lateral do BTC abaixo de US$ 20k pode estar bem e verdadeiramente para trás, com novos níveis de suporte ficando acima de US$ 23k por enquanto.

O relatório, entretanto, destaca que é possível haver um movimentado lateral prolongado por ora. Um comportamento do tipo não seria inesperado. Isso porque, em mercados de alta, é comum acontecer um período de dormência antes de uma nova disparada de preços.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá