O investidor de alto risco Tim Draper revelou quais são as criptomoedas além do Bitcoin nas quais aposta. A XRP, da Ripple, é uma delas.

Historicamente otimista em relação aos ativos digitais, Draper anunciou investimento bilionário em Bitcoin no começo do ano. Em fevereiro, ele revelou ter comprado US$ 250 mil em BTC

Advertisement
Continue reading below
, o equivalente a R$ 1,3 bilhão hoje.

Agora, ele conta que, na verdade, o Bitcoin é apenas uma das moedas que ele detém.

Sim, sou proprietário de XRP. Sou proprietário de Bitcoin, Bitcoin Cash (BCH), Tezos (XTZ). Sou proprietário de Aragon (ANT). Eu sou uma pessoa que acredita [nas criptomoedas]. Acho que está acontecendo, está chegando. Elas são tão importantes para o mundo, e eu quero que o mundo saiba disso, e quero que outras pessoas no mundo participem.

Como comprar Bitcoin e entrar no grupo de sinais gratuito do BeInCrypto

Draper seria apoiador antigo da Ripple (XRP)

A novidade vem cerca de um ano depois que Draper supostamente revelou seu otimismo em relação ao XRP. Em outubro de 2019, ele teria comentado sobre a criptomoeda em uma resposta na rede social Quora.

Na época, ele argumentou que a XRP tinha bons motivos para crescer apoiada principalmente pela Ripple. O segredo, portanto, estaria nas parcerias da empresa.

A empresa está ativamente desenvolvendo, expandindo a esfera de influência, obtendo apoio de grandes instituições financeiras e melhorando constantemente a tecnologia de transferências. Tudo indica que a situação atual é apenas a calmaria antes da tempestade. No nosso caso, antes do crescimento explosivo.

Desde que o comentário foi publicado, porém, o crédito a Tim Draper foi removido. No lugar aparece hoje o departamento de relações públicas da firma de pesquisa de redes sociais Arbiter Network.

Além disso, a fala de Draper vem na esteira de uma nova polêmica em torno da Ripple. Usuários acusam o presidente executivo da empresa de tentar ocultar um dump de 500 milhões de XRP.

Além disso, a moeda luta para subir de preço enquanto a companhia busca um especialista em lavagem de dinheiro nos EUA para evitar levar mais uma multa milionária.