Investidores compraram durante queda do Bitcoin, análise

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Investidores de longo prazo estão mantendo suas mãos firmes durante a recente queda no preço do BTC.

  • O choque de oferta no Bitcoin está se intensificando.

  • Apesar da queda do preço, o número de endereços com posições pequenas na faixa 0,01-1 BTC está crescendo.

  • promo

    BIT: 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios. Entrar agora!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

As posições dos investidores de Bitcoin de longo prazo permaneceram sólidas como uma rocha, apesar da queda acentuada ocorrida no dia 7 de setembro. Além disso, continuamos a observar um choque de oferta cada vez mais profundo, à medida que a quantidade de BTC nas exchanges diminui constantemente.

Patrocinados



Patrocinados


O crescimento orgânico da rede Bitcoin é ilustrado pelo número de endereços com diferentes valores de BTC, sendo que a maior parte deles aumentou durante a queda recente. Os dados on-chain confirmam que a grande movimentação recente de preços foi principalmente desencadeada por portadores de derivativos superalavancados.

Ação de preço do Bitcoin

Na última semana, o Bitcoin atingiu um pico local de US$ 52.956, logo acima do nível de retração de 0,618 de Fibonacci do dia 7 de setembro. No mesmo dia, um crash repentino levou o preço do BTC a uma baixa de US$ 42.900. Um dos motivos da queda de 19% foi a compensação de posições compradas alavancadas, que tiveram liquidações de US$ 4 bilhões.

Patrocinados



Patrocinados
Fonte: Tradingview

Logo após a queda acentuada, o preço se recuperou e atualmente está tentando se recuperar em torno de US$ 46.000. Apesar da recuperação de curto prazo, os indicadores técnicos em intervalos mais altos estão começando a apresentar leituras de baixa.

No entanto, é importante notar que a queda serviu para validar a área de longo prazo na retração de 0,382 de Fibonacci como suporte. Esta área coincide com os níveis de suporte horizontal e o recorde histórico do Bitcoin no dia 8 de janeiro de 2021.

Investidores compram durante o crash

Os dados analíticos da rede podem ajudar a explicar como os investidores se comportaram durante quedas acentuadas. Acontece que muitos portadores de BTC reais não mostraram movimentos significativos durante o flash crash.

Isso foi apontado pelo analista de rede @woonomic, que disse, em um tuite, que “os mercados de alavancagem venderam, mas a compra dos investidores ficou mais forte”. Além disso, ele comparou a queda recente com o crash causado pela crise de covid-19 em março de 2020. Woo declarou:

“Flash crashes de BTC são causados pela desalavancagem, o crash da covid-19 foi semelhante em que os derivativos reagiram de forma exagerada, mas naquela época foi apoiado por investidores. Este era completamente divergente e um mistério”.

Isso é apoiado pelo gráfico postado pelo analista da rede, que mostra uma intensificação do choque de oferta em vários níveis: saídas do mercado de ações e posições de investidores de curto e longo prazo. Woo conclui que o efeito do declínio é apenas “moedas baratas”.

Drenagem de BTC nas exchanges continua

As observações de Willy Woo são confirmadas por outro analista da rede, @TXMCtrades, que aponta para o indicador de Gradiente de Mercado de Fornecimento Ilíquido de 14 dias. Ele é usado para estimar quando os investidores de longo prazo com mãos fortes estão segurando suas posições com mais firmeza do que a ação do preço indica.

De acordo com o analista, “os investidores de longo prazo não se abalaram com a queda e, na verdade, aumentaram suas participações”. Isso é confirmado pela divergência entre o aumento das posições dos investidores e a queda do preço do BTC e pelas duas barras laranja na parte inferior do gráfico abaixo.

Um argumento adicional foi fornecido ontem por @WClementeIII, que também apontou a intensificação do choque de oferta no Bitcoin. O analista da rede encoraja as pessoas a “ignorar o ruído” e se concentrar na tendência macro de alta desencadeada pela diminuição do número de moedas BTC disponíveis.

A perspectiva de longo prazo destacada pelos três analistas é muito evidente no gráfico do saldo de Bitcoin mantido nas bolsas de criptomoedas. Acontece que a quantidade de BTC nas exchanges tem diminuído constantemente desde a crise de covid-19 (círculo vermelho).

Fonte: Glassnode


Os únicos dois aumentos significativos nas moedas nas exchanges neste período foram observados durante os aumentos no preço do BTC em julho de 2020 e especialmente durante as quedas recentes em maio de 2021. Além disso, a quantidade de BTC disponível nas bolsas atingiu a maior baixa nos últimos três anos. A última vez que as exchanges registraram uma oferta tão baixa foi no final de agosto de 2018 (círculo verde), quando o Bitcoin era negociado por cerca de US$ 7.000.

Posições pequenas estão crescendo

O último indicador em perspectiva de queda digno de nota recente é o número de endereços que possuem diferentes quantidades de BTC. No primeiro grupo, existem três tipos de endereços com pequenos valores no intervalo entre 0,01 a 1 BTC.

Aqui vemos uma continuação clara do movimento ascendente (retângulos verdes), apesar da queda no preço do Bitcoin há alguns dias (retângulo vermelho). O número de posições pequenas tem aumentado desde pelo menos meados da consolidação maio-julho de 2021 (seta laranja). O recente flash crash apenas reforçou essa tendência.

Fonte: Glassnode

Observamos um comportamento mais diversificado no segundo grupo de endereços, que coleta posições com valores entre 10 e 10.000 BTC (retângulo cinza). Foram observados aumentos em endereços com mais de 10 BTC e mais de 10.000 BTC. Já os declínios foram vistos em endereços com mais de 100 BTC e mais de 1.000 BTC. Além disso, desde a consolidação de maio-julho de 2021, a tendência do número de grandes endereços permanece horizontal (seta laranja).

Fonte: Glassnode

Por fim, é importante ressaltar que independente da quantidade de BTC realizada, a tendência geral do número de endereços não é decrescente. Isso indica o forte crescimento orgânico da rede Bitcoin e, através do aumento contínuo do número de pequenos endereços, da distribuição crescente de moedas.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

Ryan é um especialista em fintech com uma paixão por criptomoedas e adoção de blockchain. Ele descobriu o Bitcoin em 2016, quando investiu em um projeto Ponzi, e foi a melhor decisão que já tomou.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

A ICO da Bit2Me ACABA DE COMEÇAR! Compre o token B2M agora.

Comprar agora!

BIT. 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios.

Entrar agora