Investimento em criptomoedas derrete R$ 2 bilhões em uma hora após ataque de arbitragem

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Projeto tinha o equivalente a R$ 5,6 bilhões investidores e derreteu R$ 2 bilhões

  • Hacker seria “muito conhecido” da comunidade cripto

  • Investidores reclamam de estarem sendo calados por desenvolvedores

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O projeto de investimento descentralizado em criptomoedas Harvest Finance perdeu cerca de R$ 2 bilhões em hora nesta segunda-feira (26) após um suposto ataque hacker. O montante é o total sacado por investidores após o anúncio do problema.



Nas primeiras horas do dia, os líderes do projeto anunciaram que o protocolo DeFi teria sido invadido. Um hacker teria desviado US$ 25 milhões (cerca de R$ 140 milhões) em fundos. O valor roubado teria sido convertido em RenBTC, uma das versões do Bitcoin na rede Ethereum.

Entretanto, o hacker não teria quebrado a segurança do contrato inteligente. Em vez disso, ele teria realizado um ataque usando técnicas de arbitragem. A chave teria sido o uso de um recurso chamado de flashloan, que envolve o empréstimo de fundos para executar operações de arbitragem com devolução na mesma transação.



Fundos restantes teriam sido movidos para um local seguro. Porém, a medida não foi suficiente para conter o saque em massa do projeto. Assim, em cerca de uma hora após a notícia do ataque vir à tona, investidores fizeram retiradas que somam US$ 350 milhões (R$ 1,96 bilhão), segundo dados do DeFi Pulse.

Até o fechamento da matéria, o token FARM da Harvest Finance havia perdido 56% do valor. O ativo despencou de mais de US$ 230 para US$ 101.

Hacker de criptomoedas misterioso

O Harvest Finance era um dos maiores projetos DeFi do mundo, com maios de US$ 1 bilhão bloqueado na rede Ethereum, segundo o Coingecko. Dessa forma, os US$ 25 milhões desviados representam apenas uma pequena fração do todo. Ainda assim, diversos usuários parecem ter sido afetados.

Além disso, investidores reclamam nas redes sociais que a equipe por trás do projeto está expulsando membros de canais do Discord.

“Por que vocês estão expulsando do [canal no] Discord todos os que estão questionando?”; “Eu fui expulso também”, se queixam os usuários.

O que mais chama atenção da comunidade, no entanto, é a possível identidade do hacker. Segundo o próprio time da Harvest, o invasor “é muito conhecido da comunidade”. Há uma recompensa de US$ 100 mil para quem entrar em contato com a pessoa e convencê-las a devolver os fundos roubados.

Além dos endereços BTC que contêm os fundos, agora há uma quantidade significativa de informações de identificação pessoal sobre o invasor, que é muito conhecido na comunidade de criptomoedas. Estamos oferecendo uma recompensa de 100k para a primeira pessoa ou equipe que chegar ao hacker.

 

 

Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá