Justiça Bloqueia R$ 51 Mil em Dinheiro e Carros de Empresa Ligada a Unick Academy

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Processo cita que arresto de bens acontecerá até audiência de conciliação prevista para 2020.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Uma empresa ligada a Unick Academy terá R$ 51 mil em dinheiro bloqueado pela justiça. De acordo com o processo movido pela Justiça do Pará, uma audiência de conciliação entre as partes está prevista para 2020.



Até que a audiência de conciliação aconteça, a Softpay Tecnologia em Pagamentos terá bens bloqueados. Segundo determinação judicial, o arresto inclui veículos em nome da plataforma que presta suporte a pagamentos da Unick Investimentos.

SoftPay terá mais de R$ 51 mil bloqueados

De acordo com a publicação judicial desta terça-feira (26), a uma empresa ligada a Unick Investimentos era usada para pagar clientes do negócio. Inicialmente a quantia de R$ 51.784,00 será procurada em contas em nome da Softpay.



O bloqueio do montante referente a investimentos na Unick acontece por intermédio do Bacenjud, conforme relata os autos da ação. A decisão mostra também que o arresto de bens deve determinar “a restrição de veículos em nome da referida empresa”.

Sendo assim, a “tutela provisória de urgência” é concedida pela justiça paraense. A decisão mostra que foi elencado o “perigo de dano” como justificativa para aprovar o bloqueio de bens da Softpay, com relação com os negócios da Unick voltados a investimentos em criptomoedas.

Empresa presta suporte para pagamentos da Unick Academy

A Unick Academy possui algumas empresas que prestam suporte aos milhares de pagamentos que a plataforma fazia. Esses negócios desempenham funções ligadas às operações da Unick Academy no mercado. 

A Softpay, por exemplo, é apontada como uma plataforma que oferecia suporte aos pagamentos da Unick Academy. Enquanto isso, o processo cita outras rés e envolvidos no caso, como empresas e líderes do esquema que aparecem na ação proposta pela comarca de Santarém – PA, como:

  • Phoner Tecnologia
  • S.A. Capital Brazil
  • Pacífico Sul – Empreendimentos Imobiliários
  • Mi Soluções de Pagamentos – ME
  • Divuldata Serviços e Participações
  • Bri Group Brasil Investimentos Imobiliários
  • RR Serviços de Apoio Financeiro
  • Urpay Tecnologia em Pagamentos
  • Roberta da Silva Rossi
  • Thiago Fioratti Damião

Além do pedido de bloqueio de mais de R$ 51 mil, o autor do processo solicita o pagamento de danos morais relacionados ao caso. Até então, bens serão bloqueados em nome da Softpay, contudo, nada impede que uma nova execução cite o mesmo bloqueio para outros réus apontados no caso.

Audiência de conciliação em 2020

A justiça marcou para o dia 4 de fevereiro de 2020 a audiência de conciliação entre o cliente da Unick Academy e as empresas citadas na ação.

Até a audiência acontecer os bens encontrados pela justiça serão mantidos bloqueados. Isso permitirá que o pagamento da suposta dívida da empresa que investia em criptomoedas esteja garantido em juízo.

Portanto, até carros devem ser alienados para garantir que o débito seja quitado. Os autos ainda relatam que “o comparecimento na audiência é obrigatório”.

A ausência injustificada é considerada ato atentatório à dignidade da justiça, sendo sancionada com multa de até dois por cento da vantagem econômica pretendida ou do valor da causa.”

Parte dos pagamentos de possíveis lucros em Bitcoin da Unick Academy eram gerenciados pela Softpay, a empresa processada por um usuário no Pará. Além deste aplicativo, outra plataforma popular para pagamentos entre clientes da Unick é a Urpay, que também aparece como ré neste caso.

O que você acha da justiça bloquear bens em nome de empresas ligadas a Unick Investimentos? Comente sobre a decisão e não se esqueça de compartilhar no Twitter.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Com formação em ciências e redação, Alice começou a escrever profissionalmente há 7 anos. Desde então, ela tem aprendido, investido e escrito sobre criptomoedas e tecnologia blockchain para algumas das maiores publicações do setor. Atualmente, compõe a equipe de jornalistas Brasil da BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá