“Risco” Faz Justiça não Devolver Bitcoin do Atlas Quantum

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Cliente pede para receber depósito de criptomoeda em atraso desde outubro de 2019.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Um Investidor de Bitcoin pede na justiça que o Atlas Quantum devolva seu saldo. O homem é cliente da plataforma desde 2018 e possui mais de R$ 30 mil retidos. Com o pedido, o Atlas Quantum deveria concluir a solicitação de saque de bitcoin em atraso.



O cliente do Atlas Quantum pede na justiça apenas que seu saque seja atendido. Porém, o pedido do homem foi negado, como se o proponente da ação tivesse responsabilidade por investir em algo de “risco”.

Recentemente a empresa anunciou o “Novo Quantum”. Esta deve ser uma nova corretora de criptomoedas no mercado. Junto com ela, a companhia promete a retomada de saques de antigos clientes, que devem migrar para a “Fênix”.



Esse “restart” do Atlas Quantum colocará fim até aos aplicativos do esquema. Recentemente a plataforma anunciou que os dispositivos não serão compatíveis com o seu lançamento em breve no mercado.

Atlas Quantum não precisa devolver bitcoin

O Atlas Quantum está sendo citado em mais um processo que envolve saques pendentes. Neste caso, a liminar pedia que a empresa cumprisse com uma solicitação de saque de 2019. No entanto, a justiça não acatou o pedido do cliente de bitcoin.

Ele faz parte da plataforma de arbitragem com bitcoin desde “novembro de 2018”. Naquela altura, o homem decidiu apostar no negócio que oferecia lucro a partir de operações de compra e venda de bitcoin.

Naquele mês o usuário cota que depositou R$ 31.992,24 no Atlas Quantum. Depois de vários meses de operações, o cliente narra que os problemas iniciaram no dia 06 de outubro de 2019, quase um ano após sua entrada no esquema.

No início daquele mês o investidor conta que descobriu sobre os problemas com saques na plataforma. No mesmo dia ele fez um pedido que não foi atendido até então.

Sem saque em negócio de “risco”

Para o investidor do Atlas Quantum, o saque está em débito há três meses. Cansado de esperar pelo dinheiro ele decidiu procurar a justiça para receber seu bitcoin de volta.

Mas a justiça decidiu que o Atlas Quantum não precisa cumprir com o depósito em bitcoin. Como justificativa os autos do processo anunciam as operações de “risco” envolvendo a criptomoeda.

“A liminar não será concedida. Isto porque em transações deste tipo é sabido que há o ‘risco’ do negócio em razão da instabilidade do mercado.”

Empresa que dava lucro

Durante algum tempo o Atlas Quantum ganhou o mercado com suas operações conhecidas como arbitragem do bitcoin. Comprando e vendendo todos os dias a criptomoeda a plataforma conseguia oferecer lucro aos seus milhares de clientes.

Esse lucro atraiu muitos investidores que não queriam deixar seus bitcoins “parados”. Contudo, assim como negócios fraudulentos que oferecem lucro a partir de moedas digitais, o Atlas Quantum não poderia oferecer “certeza de retorno” algum.

“Em princípio, não se pode ter certeza de que haveria retorno financeira. Assim, é conveniente aguardar a manifestação dos réus”.

Por fim, a justiça pediu para aguardar a manifestação dos réus na ação. Ou seja, o pedido de saque de bitcoin só pode acontecer depois que o Atlas Quantum for ouvido pela justiça.

O que você pensa sobre o Atlas Quantum ter que devolver bitcoin? Comente esta decisão judicial e compartilhe no Facebook.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos mais tarde. Já trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas, sendo que atualmente é um dos colaboradores do BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá