Mais de 200 Endereços de E-mail de Empresas de Criptomoedas Foram Vazados Por Autoridades Fiscais

Compartilhar Artigo

As autoridades da Estônia vazaram negligentemente os endereços de e-mail de mais de 200 provedores de serviços de negociação de criptomoedas. A violação de dados pessoais aconteceu em um esforço do departamento de combate à lavagem de dinheiro do país para coletar informações sobre o setor de ativos criptográficos da Estônia.



A agência, parte do Conselho de Guarda da Polícia e da Estônia, enviou um e-mail em massa exigindo que as empresas enviassem informações detalhadas sobre seus negócios. No entanto, ele esqueceu de ocultar os endereços de email dos outros destinatários. O incidente é muito parecido, mas menor em escala, com o do vazamento de endereço de e-mail do usuário BitMEX há apenas algumas semanas.

Além disso, no Brasil também tivemos um caso semelhante, em que a justiça divulgou informações pessoais de pessoas que negociavam em uma empresa suspeita de pirâmide financeira.



O email, visto pela primeira vez pelo BeInCrypto Russia , solicita aos destinatários que forneçam respostas detalhadas a uma série de perguntas junto com outros dados relacionados à operação dos negócios. As empresas têm quatro semanas para enviar as respostas e a participação é obrigatória, conforme o Artigo 20 da Lei de Procedimentos Administrativos da Estônia. O motivo citado para a solicitação de informações é ajudar a agência a se proteger contra a lavagem de dinheiro e a combater o financiamento do terrorismo.

Apesar do fato de o e-mail ser claramente um esforço para incentivar as empresas de criptomoedas a cumprirem os regulamentos existentes, a legalidade da solicitação está sendo questionada graças ao vazamento. Como membro da União Europeia, a Estônia está sujeita ao Regulamento Geral da UE sobre Proteção de Dados Pessoais (RGPD).

Com o objetivo de fornecer aos cidadãos o controle sobre seus dados pessoais, o GDPR exige que a confidencialidade de determinadas informações seja respeitada. Claramente, este exemplo mais recente de vazamento de endereço de email errou nesse ponto.

O vazamento de endereço de e-mail da Estônia é a segunda vez que esse incidente ocorreu este mês no setor de criptomoedas.

Como o BeInCrypto anteriormente relatou, a principal exchange de derivativos de Bitcoin, o BitMEX recentemente compartilhou inadvertidamente um grande número de endereços de e-mail de seus próprios clientes, ao não conseguir ocultá-los ao enviar um email em massa. Isso fez com que alguns comentaristas do setor de ativos criptográficos questionassem a competência da plataforma.

Assim como as agências policiais e as exchanges de criptomoedas, no sistema tradicional também não é estranho a essas violações de dados. No mês passado, o banco italiano UniCredit revelou um vazamento que expôs três milhões de dados pessoais de clientes. Embora o comprometimento da segurança não envolvesse dados financeiros, os nomes das pessoas, números de telefone, endereços de email e outras informações foram comprometidos.

Você acredita que deva ter punições mais severas para esse tipo de vazamento de informações? Deixe nos comentários a sua opinião! Aproveite para compartilhar no Twitter e no Facebook!


Imagens cortesia do Twitter, Shutterstock.


Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Caio é um grande entusiasta de criptomoedas e day trader em tempo integral. A paixão pelo mercado financeiro e pela escrita permitiu que começasse a fazer parte do projeto BeInCrypto em ser o principal portal de notícias de criptomoedas e blockchain. Caio é também estudante de Ciências Econômicas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá