Méliuz compra Alter, banco digital conhecido por cashback em Bitcoin

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Méliuz sela aquisição do banco digital cripto Alter.

  • Méliuz quer lançar seu próprio banco em janeiro.

  • Alter pode levar cashback em Bitcoin para usuários do Méliuz.

  • promo

    Lançamento de BIT: Ganhe até 3.500 BIT. Não perca esse bonde Entrar agora!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O Méliuz acertou a compra da fintech brasileira Alter, que atua no setor de criptomoedas, informou o Brazil Journal na noite da última quinta-feira (29).

Patrocinados



Patrocinados

Segundo o site, o Méliuz desembolsou R$ 25,9 milhões por 100% do banco digital conhecido por comercializar criptomoedas e oferecer cartão Visa com cashback em Bitcoin para todas as compras de pelo menos R$ 10.

O Alter (antes AlterBank) tem 110 mil clientes, faturou mais de R$ 3 milhões no último ano e movimentou R$ 184 milhões em trade de criptomoedas no primeiro semestre de 2021. Thales Henrique do Couto Marques e Vinicius Frias, que fundaram o Alter em 2018, seguirão como executivos da Méliuz.

Patrocinados



Patrocinados

A aquisição vem em momento de forte expansão do Méliuz após IPO em novembro de 2020 que, entre oferta primária e follow-on, levantou capital estimado em R$ 1,16 bilhão. Popularizada pela oferta de cashback e descontos em compras online, a empresa quer lançar seu próprio banco digital em janeiro de 2022.

Em entrevista recente, o cofundador e CEO da Méliuz, Israel Salmen, afirmou que a empresa terá “uma série de produtos financeiros novos a partir de janeiro e isso inclui uma conta digital completa que não deixa nada a desejar”.

A conta incluiria de cartão de débito e crédito até pagamento de salários e oferta de produtos de crédito, seguros e investimentos. Agora, com a compra do Alter, crescem as chances do novo banco digital também oferecer cashback em Bitcoin.

O Alter é pelo menos a quinta compra de grande repercussão da Méliuz em em menos de um ano. Em poucos meses, a empresa também adquiriu o banco digital Acesso Bank, participação majoritária na plataforma de descontos Picods, além de a totalidade da rival Promobit e do comparador de preço Melhor Plano.

O anúncio também ocorre pouco depois que o Alter passou a integrar a Associação Brasileira de Criptoeconommia (ABCripto), entidade conhecida por buscar junto às autoridades por mais clareza na regulação do setor de criptomoedas e que trava batalha contra a atuação da Binance no país.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Colaborei entre 2013 e 2021 com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atuei como repórter e depois como editor-chefe do BeInCrypto Brazil entre abril de 2020 e setembro de 2021.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

A ICO da Bit2Me ACABA DE COMEÇAR! Compre o token B2M agora.

Comprar agora!

Lançamento de BIT. Ganhe até 3.500 BIT. Não perca esse bonde

Entrar agora