Mercado Bitcoin se torna primeiro unicórnio cripto da América Latina

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Holding dona da Mercado Bitcoin capta investimento de US$ 200 milhões.

  • Aporte transforma empresa em primeiro unicórnio cripto da América Latina

  • Investimento será usado para expandir operações para além do trade de criptomoedas.

  • promo

    BIT: 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios. Entrar agora!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A 2TM, holding que controla a exchange brasileira Mercado Bitcoin, se tornou o primeiro unicórnio da América Latina no setor de criptomoedas após uma captação de US$ 200 milhões do conglomerado japonês Softbank.

Patrocinados



Patrocinados

O aporte foi realizado com a avaliação do negócio em US$ 2,1 bilhões (cerca de US$ 10,44 bilhões), colocando a empresa no rol de companhias consideradas “unicórnios”, ou seja, que alcançam o patamar de pelo menos US$ 1 bilhão de valor de mercado.

Trata-se da primeira empresa do ramo de criptomoedas a alcançar o feito. Com isso, a dona do Mercado Bitcoin passa a integrar uma lista seleta de companhias nacionais que tem nomes como Nubank, iFood e 99.

Patrocinados



Patrocinados

O momento morno do mercado de criptomoedas não foi problema para o Softbank, que faz seu maior aporte de capital em um negócio de criptomoedas na América Latina, segundo apurado pelo Valor.

Expansão

Ainda segundo o Valor, o investimento será usado para uma nova etapa de expansão do Mercado Bitcoin que começou após uma rodada Série A realizada em janeiro. Desde então, a empresa brasileira adquiriu a plataforma educacional Blockchain Academy, a gestora ParMais, além de uma fatia do serviço de custódia FIDD.

Com o aporte do Softbank, o Mercado Bitcoin planeja impulsionar seu negócio de tokenização, realizado pelo braço MB Digital Assets, que já opera hoje com precatórios e o Vasco Token, um criptoativo que trabalha em modelo de direito de participação na venda de jogadores de futebol, e que vem se expandindo no Brasil.

Braço do Mercado Bitcoin que criou o Vasco Token será expandido no Brasil.

Da mesma forma, a ideia é também reforçar outras iniciativas já em andamento, como o crowfunding de investimentos Clearbook, a empresa de custódia Bitrust, a própria Blockchain Academy e o banco digital Meubank, que antes operava apenas nos bastidores e foi recentemente liberado para o consumidor final.

A novidade faz o Mercado Bitcoin acelerar sua transformação em um conglomerado de soluções que vão muito além da negociação de criptomoedas, segmento em que vem ganhando cada vez mais concorrentes estrangeiros, como Binance, Bitso, SatoshiTango, OKEx e Crypto.com.

Institucionais

Uma das frentes da exchange brasileira será a oferta de serviços para investidores institucionais, algo que começou de maneira ainda tímida no país, mas onde a empresa vê alto potencial.

“O bitcoin é um catalisador, mas temos adicionado mais moedas e produtos, e, no ‘pool’ de investimentos, ele é cada vez menos relevante. Queremos ser o vetor da transformação e preparar o mercado para uma expansão que, no Brasil, ainda nem começou”, comenta o fundador Gustavo Chamati.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Colaborei entre 2013 e 2021 com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atuei como repórter e depois como editor-chefe do BeInCrypto Brazil entre abril de 2020 e setembro de 2021.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

BIT. 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios.

Entrar agora