Mercado de ações dos EUA está “viciados” em estímulo do Fed

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Os mercados de ações continuaram se recuperando, embora a economia pareça estar em frangalhos.

  • O fator determinante parece ser a prometida do estímulo do Fed.

  • Os analistas acreditam que o mercado está "viciado" em dinheiro recém-impresso.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O Federal Reserve dos Estados Unidos ( Fed ) tem continuado a despejar dinheiro na economia americana fechada – sustentando consumidores e empresas. Em resposta, os mercados de ações registraram ganhos massivos, com o índice S&P 500 quase de volta aos níveis pré-COVID.



Por outro lado, os números de desemprego continuaram crescendo e fazendo com que as reivindicações permaneçam altas. A explicação para o crescimento das ações durante uma crise econômica está ligada à promessa do Fed de estímulo contínuo.

Após a crise de 2008, o Fed continuou comprando títulos – mesmo após o retorno dos níveis de emprego. Segundo David Spika, presidente da GuideStone Capital Management, o Fed já mostrou seus cartões. Ele disse:



“Os mercados se tornaram viciados em estímulos. Esse é o fator chave que continuará a impulsionar o apetite ao risco, assim como ocorreu no último ciclo. ”

A promessa contínua de liquidez significa que os investidores têm retornos garantidos na maioria das ações. Mesmo o Bitcoin Bull Tom Lee, fundador da Fundstrat , vê o S&P500 fechar o ano em US $ 3.450.

O estímulo aumentou balanço do Fed para US $ 7 trilhões, com US $ 3 trilhões adicionados em apenas 90 dias.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Com formação em ciências e redação, os dias de criptomania de Jon começaram em 2011, quando ele ouviu falar sobre o Bitcoin pela primeira vez. Desde então, ele tem aprendido, investido e escrito sobre criptomoedas e tecnologia blockchain para algumas das maiores publicações e ICOs do setor. Após uma breve passagem pela Índia, ele e sua família vivem no sul da Califórnia.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá