Mesmo com bitcoin em alta, MicroStrategy compra mais R$ 83 milhões em BTC

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • MicroStrategy anunciou hoje mais uma compra de R$ 83 milhões em bitcoin.

  • Com a alta do mercado, a MicroStrategy passa a ter US$ 5 bilhões de BTC sob gestão.

  • Em março completa um ano que a empresa vem investindo de forma consistente na criptomoeda.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Com uma nova aquisição de bitcoin, a MicroStrategy mostra que não investe só nos períodos de baixa.



Mesmo pagando “caro”, a MicroStrategy voltou a adquirir bitcoin nesta semana. Conforme anunciado nesta sexta-feira (12), a empresa investiu US$ 15 milhões para comprar mais 262 BTC. Cada criptomoeda foi comprada pelo valor médio de US$ 57.146.

O preço pago por cada unidade de BTC atualmente está maior do que a cotação do bitcoin nesta manhã. Valendo US$ 55.614, o bitcoin recuou nas últimas 24 horas e seu preço caiu 1.67%.



Nesta semana, o bitcoin está lutando para manter a sua cotação acima da marca dos US$ 57 mil. Apesar de atingir US$ 58.091 na noite de quinta, o bitcoin parece estar com dificuldade de segurar esses ganhos de forma consistente.

Essa volatilidade, no entanto, não assusta Michael Saylor, famoso evangelista do bitcoin que está no comando da MicroStrategy.

A partir de hoje, a empresa passa a ter sob gestão 91.326 bitcoins. Como a nova compra, a MicroStrategy alcança o equivalente a US$ 5 bilhões em bitcoin no seu portfólio, consolidando a sua liderança entre as empresas públicas que mais investem na criptomoeda.

Há um ano atrás, MicroStrategy fazia a primeira compra de BTC 

Desde março de 2020, a sua empresa vem adquirindo bitcoin de forma contínua e com a compra de hoje, mostra que mesmo em alta, os investimentos vão continuar acontecendo. 

Em conversa nesta quinta-feira (12) no canal do YouTube Context Live, Michael Saylor explicou a sua trajetória até no mundo das criptomoedas e o que motivou ele a apostar no bitcoin.

De acordo com Saylor, a teoria moderna do portfólio foi quebrada depois dos acontecimentos de março de 2020. Naquele momento, as fragilidades do mercado ficaram totalmente expostas.

“Março foi um alerta: eu tenho que fazer alguma coisa. Se eu levasse aos acionistas da MicroStrategy a ideia de investir em bitcoin em fevereiro, falariam que eu estava louco. Mas depois das experiências que tivemos em março, todo mundo percebeu que havia um problema no mercado, e assim as pessoas começaram a se abrir para entender o que afinal era bitcoin.”

Há exatamente um ano atrás, no dia 12 de março de 2020, o mercado financeiro quebrou como resultado da chegada da pandemia do coronavírus.

Naquela data, o bitcoin teve uma das maiores quedas diárias da sua história, perdendo 24% do seu preço.

Depois disso, no entanto, o BTC logo se recuperou e nos meses seguintes, começou uma nova corrida de touros que se estende até os dias atuais.

Aliás, um dos fatores que aceleram a subida do bitcoin foi justamente a entrada de investidores institucionais, como a MicroStrategy, Tesla e Square, que buscavam formas de proteger suas reservas da inflação. Recentemente, esse movimento vem chegando às empresas brasileiras.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá