México anuncia passaporte da Covid que atesta imunidade na blockchain

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • A Câmara Nacional de Comércio de Querétaro, no México, apresentou oficialmente um passaporte de vacinação da Covid-19.

  • O documento foi desenvolvimento em parceria com a Xertify, empresa especialista em digitalização de documentos com blockchain.

  • O passaporte terá cópias digitais e invioláveis de todos os comprovantes de vacinação emitidos pelo governo.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A Câmara Nacional de Comércio (CANACO) de Querétaro, no México, apresentou oficialmente um passaporte de vacinação do SARS-CoV-2, desenvolvido em parceria com a Xertify, com o qual pretende ajudar com a reabertura da economia, paralisada pela pandemia de Covid-19.



O documento estará disponível para pessoas que se vacinarem contra o novo coronavírus. O passaporte poderá ser apresentado em vários destinos turísticos e conterá uma versão digitalizada do documento emitido pela Secretaria de Saúde daquele país.

Características

O presidente da CANACO, Fabián Camacho, informou que os interessados podem acionar o órgão regional para dar início aos trâmites da confecção do passaporte.



O custo do processo, segundo ele, deve girar em torno de 400 pesos (aproximadamente R$ 112). De acordo com Camacho,

“É extremamente importante fornecer as ferramentas necessárias para a validação da população, até porque está se tornando uma tendência mundial o setor econômico solicitar certificados ou passaportes de vacinação.”

O passaporte será desenvolvido em parceria com a Xertify, uma empresa internacional especializada na digitalização de documentos com blockchain.

Sendo assim, o documento terá cópias digitais de todos os comprovantes de vacinação obtidos pelo governo mexicano, além de ter suporte a múltiplos idiomas e ser inviolável.

O representante da Xertify, Topaky Aguilar, aponta que

“Desta forma, as pessoas que portarem seus passaportes da covid-19 poderão circular em aeroportos, centros turísticos, hotéis e restaurantes com a comprovação de estarem vacinados.”

Passaportes baseados em blockchain estão em alta

O interesse por passaportes da Covid-19 baseados em blockchain tem crescido em muitas partes do mundo.

Em janeiro, a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) anunciou um passaporte digital da Covid-19 que pode garantir a segurança dos dados dos usuários dentro da blockchain, facilitando as viagens durante a pandemia.

A companhia aérea Etihad Airways, com sede nos Emirados Árabes, anunciou que poderá ser a primeira a implementar o passe da IATA e cumprir os requisitos governamentais de testes e vacinas da covid-19.

Da mesma forma, no final de fevereiro, o governo das Ilhas Baleares apresentou ao executivo espanhol uma proposta para que a comunidade autônoma seja o primeiro local de testes do passaporte.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

A opinião da equipe BeInCrypto em uma única voz.

SEGUIR O AUTOR