Mulheres encontram liberdade financeira no espaço cripto

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Mulheres tem dificuldades para entrar e navegar no mundo cripto.

  • Criptomoedas oferecem soluções para questões de liberdade financeira relacionadas ao gênero.

  • O BeinCrypto conversou com mulheres que estão construindo essas comunidades na Web 3.

  • promo

    BIT: 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios. Entrar agora!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O espaço de criptoativos continua o movimento de expansão nas principais indústrias.

Patrocinados



Patrocinados

No entanto, para as mulheres, o caminho para o envolvimento, às vezes, é obscuro ou aparentemente inacessível. Aquelas que conseguiram estão encorajando outras a se juntarem a elas no metaverso e no mundo cripto.

De acordo com um relatório da KPMG, o primeiro semestre de 2021 teve quase o dobro do número de investimentos e juros do que todo o ano de 2020. No entanto, toda essa atenção vem de várias vias. De indivíduos e grandes empresas a grandes investidores institucionais, as criptomodas parecem estar no radar de todos. 

Patrocinados



Patrocinados

Só que, dentro desses grupos, a questão permanece: como a demografia e as comunidades mal servidas podem obter acesso e espaço dentro do mundo cripto? Em uma indústria dominada por homens, as mulheres, especialmente, têm barreiras de acesso e oportunidades.

Uma pesquisa recente da CNBC diz que apenas 31% dos investidores em cripto pesquisados são mulheres. Embora esse número possa parecer maior do que o previsto, cerca de 15% dos investidores sediados nos Estados Unidos têm investimentos em cripto. Portanto, em termos de tamanho e números, 31% deixa as mulheres em uma comunidade muito pequena para se apoiar.

Assim, para as mulheres, pode ser assustador, especialmente para aquelas que ainda não estão em campos de STEM (ciência, tecnologia, engenharia e matemática) dominados por homens. Ou para aquelas que não tem um histórico financeiro ou de codificação, que torne a compreensão deste espaço um pouco mais fácil.

No entanto, existem alguns números promissores do ponto de vista de longo prazo. Um estudo da CoinMarketCap demonstrou um aumento de mais de 43% nas mulheres investidores no último trimestre de 2020.

De acordo com as mulheres que já estão rompendo barreiras e abrindo caminho na indústria de criptoativos, a chave para esse futuro inclusivo é a comunidade.

Comunidades para mulheres em cripto

A BlockFi divulgou recentemente dados sobre como as mulheres mais interagem com on espaço cripto. De acordo com a pesquisa, 50% das mulheres entrevistadas obtêm informações sobre finanças e investimentos com amigos e familiares. No entanto, quando questionados sobre o início de tais conversas, a pessoa que as apresentava o tema geralmente era um homem.

A cofundadora da AllianceBlock, Amber Ghaddar comentou sobre os primeiros dias no espaço, quando as mulheres se envolveram pela primeira vez em grupos comunitários. 

“Onde essas redes são dominadas por homens, é muito difícil para uma mulher entrar. No início, muitos desses grupos podiam ser descritos como tendo uma cultura de ‘criptomoeda’. No entanto, isso está mudando. Agora, vemos cada vez mais mulheres fundando, aconselhando ou conversando sobre novos projetos, investimentos e compartilhando suas opiniões.”

Ghaddar menciona um grupo em particular, “The Bigger Pie”, do qual ela participa e chama de espaço encorajador.

“É um dos mais ativos para mulheres em comunidades de blockchain. Neste grupo em particular, você encontrará uma mistura fantástica de mulheres em cargos de alto escalão que podem estar apenas entrando no espaço do blockchain pela primeira vez, mulheres experientes, bem como aquelas em início de carreira. É um lugar valioso onde as mulheres apoiam as mulheres”.

As comunidades criam um repertório de recursos, de mulheres investidoras, criadoras de conteúdo e pessoal de alto nível para networking futuro. Como os dados mostram que as mulheres dependem tanto de suas redes, é importante para elas terem essas conexões em determinado espaço que podem abrir portas para mais mulheres em mais lugares fora dos grupos comunitários de gênero. 

A Amber citou estatísticas do Escritório Nacional de Estatísticas no Reino Unido, que mostra que apenas 12,5% dos desenvolvedores são mulheres. Além disso, as mulheres ocupam apenas 31% dos empregos de tecnologia do Reino Unido.

Gestão financeira

Todas as três mulheres mencionaram um benefício importante do espaço cripto, que se manifesta como capacitação financeira por meio de moedas digitais.

A Chefe de Parcerias de Ecossistemas da Ontologia, Gloria Wu trouxe à tona as habilidades de “quebrar limites” de DeFi para as mulheres.

As finanças descentralizadas (DeFi) oferecem mais oportunidades de criatividade autêntica e quebra de limites que seriam mais difíceis de buscar no setor financeiro tradicional, altamente regulamentado. Não vamos esquecer que as finanças tradicionais também são dominadas pelos homens, então nenhum dos setores está isento”. Wu diz que o papel das mulheres na redefinição do que são finanças é fundamental.  

Também é importante observar como as soluções de blockchain trazem mais oportunidades financeiras para aqueles em países repletos de instabilidade política e econômica. Cerca de 31% dos adultos em todo o mundo não tem um banco. Isso é particularmente notável para as mulheres em países onde elas não possuem os mesmos direitos financeiros que os homens.

“Nesse sentido, a tecnologia de blockchain oferece às mulheres em particular e aos cidadãos de mercados emergentes, em geral, muitas alternativas para criar e / ou preservar sua riqueza”, disse Ghaddar.

Um grande exemplo disso está no Afeganistão, antes da recente tomada de poder pelo grupo extremista Talibã. Uma organização sem fins lucrativos local ensinou a milhares de meninas e mulheres conhecimentos básicos de informática e serviços financeiros. De acordo com relatos , quase um terço das quase 16.000 meninas e mulheres aprenderam como configurar uma carteira de criptomoeda e acessar fundos. 

Além disso, algumas mulheres começaram a negociar Bitcoin e Ethereum. Alguns dos lucros obtidos com cripto supostamente as ajudaram a deixar o país durante a tomada do poder pelo Talibã em agosto. 

Interações livres de identidade  

O Afeganistão é um bom exemplo de como as mulheres podem renunciar às normas típicas de gênero por meio de cripto. As carteiras e plataformas que as ajudaram a ter liberdade financeira não se importam se são homens ou mulheres. 

Na verdade, Wu disse que a falta de identidade no espaço dos criptoativos tornava mais fácil para ela encontrar seu próprio lugar.

“Muitas informações do espaço são compartilhadas online por trás de pseudônimos e não há diferença no tratamento associado ao gênero da opinião expressada. Isso certamente tornou mais fácil e acessível mudar para um ambiente dominado por homens”.

Além disso, a líder do Metaverso no Protocolo Boson, Holly Atkinson chamou isso de uma grande vantagem para a participação feminina do DAO . 

“Com DAOs, todos têm direito a voto com base na participação”, disse ela. “Normalmente, você não precisa compartilhar nenhum detalhe pessoal significativo para ser um membro. Isso significa que a participação como uma entidade desconhecida está habilitada, tornando muitos DAOs inerentemente inclusivos – e um ótimo lugar para uma mulher começar no mundo cripto e na Web 3″.

Atkinson disse que o metaverso será um espaço no qual se pode escolher sua identidade sem limitações. “Desde o início, você não tem limites em nenhum aspecto da vida real. Com isso, não vêm estereótipos ou presunções que possam entrar em jogo no mundo físico. Isso dá ao Metaverso a oportunidade de ser um lugar inclusivo e igual para todos”.

Todas as três mulheres encorajam outras mulheres a ingressar em comunidades e entrar sem medo no universo das criptomoedas.  

“Não há necessidade de se assustar, existem muitas oportunidades de aprendizado, mas você precisa aceitar que algumas partes podem ser desafiadoras. Siga o seu próprio caminho e tente não ser apenas liderado por outros da indústria”, encoraja Wu.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

Savannah Fortis é uma jornalista multimídia que cobre histórias na interseção entre cultura, relações internacionais e tecnologia. Por meio de suas viagens, ela foi apresentada à comunidade cripto em 2017 e tem interagido com o setor desde então.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

BIT. 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios.

Entrar agora