Nova Unick Abandona Bitcoin e Investe em Móveis, Relata Investidor

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Vídeo publicado por usuário mostra loja de móveis como sendo a sede da empresa que teve líderes presos.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Um vídeo publicado por um cliente Unick Academy alega que a empresa mudou de ramo e abandonou o Bitcoin. De acordo com a publicação, a plataforma está trabalhando com móveis, através de um mercado de marketing de multinível.



A imagem foi compartilhada em grupos de WhatsApp com investidores da Unick Academy. O usuário que aparece no vídeo mostra imagens do que seria a nova sede da empresa, que oferecia lucros de 2% ao dia a partir de investimentos em Bitcoin.

Unick Academy abandona Bitcoin para lançar móveis

O vídeo em que o investidor aparece exibe uma loja de móveis como o nome de “Unike”. As imagens não evidenciam onde seria a nova sede da Unick Academy. Porém, o investidor garante que o negócio pertence a plataforma que operava com investimentos em Bitcoin.



“A Unick mudou agora de ramo, tá aberta novamente a empresa, Unique móveis. Agora a empresa trabalha com marketing de multinível através de móveis”.

A publicação do usuário chamado Yuri Vieira orienta que os clientes da Unick devem receber comissões pela venda de móveis. Esta seria uma forma de criar uma Nova Unick, como explica o investidor no vídeo divulgado no WhatsApp.

“Você vende a sua cadeira, você vende a sua mesa e gera sua comissão”.

Nova Unick de móveis não é apresentada de forma oficial

O vídeo compartilhado no WhatsApp mostra um nome diferente para a até então Unick Academy. A plataforma de supostos investimentos em Bitcoin enfrenta problemas que se agravaram com a prisão de líderes do negócio pela Polícia Federal.

Sem o anúncio oficial da empresa, o novo ramo de móveis da Unick pode ser falso. Antes do vídeo circular na internet, outra publicação mostrava que a empresa havia lançado a “Unick Internacional”.

O anúncio causou alvoroço nos usuários da empresa, que esperam por respostas desde a Operação Lamanai. Contudo, a Unick Internacional era falsa, e um comunicado oficial desmentia sobre o lançamento.

Segundo a publicação, oportunistas aproveitaram o momento delicado da Unick Academy no mercado para inventar um lançamento internacional. Por outro lado, a informação sobre a Nova Unick de móveis ainda não foi desmentida pela empresa que tinha mais de 1.500 Bitcoin.

Nova Unick de móveis

Operação Lamanai prendeu líderes do negócio

A Unick Investimentos enfrenta graves problemas desde que foi investigada pela Polícia Federal. Uma mega operação envolveu mais de 200 agentes que cumpriram 65 mandados de busca e apreensão no Brasil.

A operação foi deflagrada no dia 17 de outubro de 2019 e, até então, alguns líderes do negócio continuam presos. Na ocasião em que a Operação Lamanai aconteceu, nove líderes da Unick Academy foram detidos através de pedidos de prisão provisória.

Um líder da empresa que investia em Bitcoin estava foragido das autoridades. O líder da plataforma que continua em liberdade é Fernando Lusvarghi, que foi visto por clientes em um show do Roupa Nova, em Belo Horizonte – MG.

Depois de mais de um mês em que a operação fora deflagrada, a Polícia Federal decidiu indiciar treze suspeitos por participação nos negócios da Unick.

As atividades da plataforma praticamente estão paralisadas desde a Operação Lamanai. Sendo assim, investidores esperam por respostas de saques em atraso. Por outro lado, falsários aproveitam o momento para lançar negócios em nome da Unick, como se a empresa estivesse abandonado o Bitcoin.

Você conhece investidores que esperam pela libertação de líderes da Unick? Comente sobre a notícia e compartilhe no Facebook.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos mais tarde. Já trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas, sendo que atualmente é um dos colaboradores do BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá