Novo escândalo do Twitter: funcionários acessavam dados pessoais e localização de usuários

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Funcionários e terceirizados do Twitter tinham acesso a diversos dados dos usuários

  • Geolocalização foi utilizada para descobrir o paradeiro de celebridades

  • Questão coloca o Twitter em dúvida novamente, após o hackeamento massivo das contas

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Escândalo do Twitter ainda não acabou: após o hackeamento de centenas de contas importantes, se descobriu que funcionários internos e terceirizados tinham acesso a dados pessoais dos usuários, incluindo até mesmo a geolocalização de personalidades.



O Twitter está passando por um sério questionamento sobre a sua capacidade de operar em segurança, nesse momento.

Isso acontece porque, após o hackeamento de centenas de contas importantes, incluindo as de Bill Gates e Elon Musk, outra falha de segurança foi descoberta.



Aparentemente, funcionários e terceirizados do Twitter tinham acesso a dados pessoais dos usuários, incluindo a geolocalização. Assim, eles utilizaram o acesso para espionar pessoas, incluindo a Beyoncé.

Receba sinais de trade de criptomoedas de forma gratuita: acesse o canal do BeInCrypto e aproveite!

Escândalo do Twitter ganha um novo episódio

A descoberta sobre o novo escândalo foi realizada pela Bloomberg. De acordo com o Twitter, cerca de 1.500 funcionários têm o poder de resetar as contas de qualquer pessoa. Porém, havia muita preocupação acerca deste “poder” de parte dos colaboradores.

A preocupação tinha fundamento: em 2017 e 2018, terceirizados “brincavam” com as contas de personalidades, através de uma solicitação falsa de atendimento ao consumidor. Desta forma, eles conseguiam obter dados pessoais e a própria geolocalização dos usuários.

O Twitter é seguro?

A situação do Twitter está gerando a revolta de vários usuários. Certamente, a imagem que a empresa passa, no momento, é uma das piores possíveis, ao permitir o hackeamento de diversas contas e o acesso de funcionários aos dados pessoais de algumas contas.

No momento, a questão sobre a segurança do Twitter não está clara; por isso, a empresa precisa provar, através da implementação de protocolos de segurança, que está corrigindo os erros do passado.

No momento, o Twitter alega que os funcionários estão passando por programas de treinamento, a fim de evitar novos incidentes. Assim, resta esperar que os treinamentos e a política interna da empresa sejam capazes de conter novos vazamentos de dados.

 

Entre para o canal de Sinais do BeInCrypto

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Nicolas se formou em Direito pela Universidade Federal do Paraná e é pós-graduado em Gestão de Negócios Internacionais. Atualmente, cursa Jornalismo na FAPCOM. Escreve sobre economia, política e história há alguns anos. Em 2017, após entrar em contato com a tecnologia blockchain, se entusiasmou com o seu potencial e passou a estudar as aplicações da tecnologia aos diversos setores da economia. Seu foco está em discutir as melhores maneiras de alavancar o desenvolvimento nacional através do uso do blockchain e das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá