O pump do Bitcoin faz topo histórico nas 7 moedas mais fracas do mundo

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • O pump de preço do Bitcoin de 21 de outubro levou a moeda nas máximas históricas em sete países diferentes.

  • A criptomoeda líder superou as moedas nacionais com os piores desempenhos no ano, incluindo o real.

  • Um analista da indústria sugere que o BTC pode encontrar maior adoção nessas economias em dificuldades.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Os investidores de bitcoin se alegraram na quarta-feira, quando o preço da criptomoeda mais popular ultrapassou US $ 13.000 pela primeira vez desde 2019.



No entanto, quando comparado ao par em moedas nacionais mais fracas, o BTC na verdade superou seus recordes anteriores.

Em algumas nações, incluindo o Brasil, o bitcoin comprado em qualquer época da história agora já está dando lucro. Em vez de destacar a adoção do BTC, no entanto, as novas máximas de todos os tempos contam uma história de extrema desvalorização das moedas.



Bitcoin no topo histórico em sete moedas nacionais

No dia 21 de outubro, notícias de que o PayPal adicionaria suporte limitado de bitcoin no sistema parece ter gerado uma súbita pressão de compra entre os investidores de BTC. Desde o início de outubro, a criptomoeda líder subiu mais de 23%, com grande parte da alta ocorrendo esta semana.

Apesar dos ganhos recentes, o BTC ainda está sendo negociado cerca de 32% abaixo de seu topo histórico atual de quase US $ 20.000. Na verdade, o preço do bitcoin permanece abaixo ainda de $ 14.000, que são máximas registradas no ano passado.

O dólar americano está entre as moedas mais estáveis ​​do planeta. No entanto, o BTC comparado em moedas mais fracas conta uma história muito diferente.

Conforme destacado pelo investidor e observador da indústria de bitcoin Alistair Milne, existem várias nações nas quais o BTC já ultrapassou suas máximas de dezembro de 2017.

Para alguns desses países, o recorde histórico de dezembro de 2017 foi retirado antes do pump do BTC de quarta-feira. No real , por exemplo, em agosto de 2020 algumas exchanges com menos liquidez já mostravam topo histórico. Na lira turca, uma nova alta ocorreu no final de julho.

Com sua longa história de crises monetárias, juntamente com um bloqueio nacional estrito e contínuo do coronavírus, o BTC estabeleceu vários topos históricos desde dezembro de 2017 no par com pesos argentinos . Na verdade, apenas o o crash de março de 2020 viu o BTC ser negociado abaixo do topo de 2017.

A história é semelhante no Sudão, Zâmbia e Angola. As máximas observadas em 2017 foram retiradas em várias ocasiões nos anos desde então.

De longe, a desvalorização monetária mais extrema ainda está na Venezuela. O BTC foi negociado por 3,182 milhões de bolívares (VEF) na quarta-feira, 22 de outubro. Sua alta de dezembro de 2017 foi de 213.641.901 VEF.

Cada uma das nações tem suas próprias causas para essas desvalorizações monetárias maciças e muitas já estavam em situações desesperadoras antes do início do ano. A crise contínua do coronavírus apenas exacerbou os problemas existentes.

Bitcoin na Venezuela, Sudão, Argentina, Angola, Zâmbia, Turquia e Brasil agora são negociados acima de suas máximas de dezembro de 2017 em cerca de 1.389%, 455%, 199%, 164%, 35%, 33% e 14%, respectivamente.

Economias em dificuldade podem representar centros de adoção

Para os cidadãos desses países, o bitcoin continua a atuar como uma reserva confiável de valor. Em outras nações como Colômbia e Rússia, as negociações do BTC estão perto de suas máximas históricas. Em rublos russos e pesos colombianos, o BTC caiu de seu topo em apenas 12% e 15,5%, respectivamente.

O desempenho superior do bitcoin estimulará uma maior adoção nas economias mais fracas do planeta? Milne parece pensar assim. Talvez seja por isso que ele inclui as respectivas populações de cada nação, um sinal das massas que esperam ansiosas por uma moeda confiável.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

A former professional gambler, Rick first found Bitcoin in 2013 whilst researching alternative payment methods to use at online casinos. Having concluded that the root of most of the world’s evils stem from a toxic financial system during his time reading International Politics at university, the disruptive potential of a decentralised, borderless asset was immediately clear. After transitioning to writing full-time in 2016, Rick was able to put his passion for Bitcoin to work for him professionally. He has since written for a number of digital asset publications in a variety of capacities.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá