OKEx é acusada de mover meio bilhão de reais em Bitcoin durante bloqueio de saques; CEO nega

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • OKEx foi acusada de movimentar meio bilhão de reais em Bitcoin

  • Exchange suspendeu saques nesta sexta-feira

  • CEO nega que corretora tenha movido fundos

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A OKEx bloqueou saques de clientes nesta sexta-feira (16) em meio a uma investigação e a suposta prisão do fundador, Star Xu. No entanto, horas depois, a exchange foi acusada de mover 8.500 BTC custodiados. A empresa nega.



Os Bitcoins teriam sido movidos em duas transferências, uma de 5.000 BTC, e outra de 3.500 BTC. Juntas, elas somam mais de US$ 96 milhões ou mais de R$ 540 milhões. A movimentação foi registrada na blockchain e alertada pelo monitor Whale Alert.

Os alertas mencionam que os Bitcoins teriam saído da OKEx e ido em direção à rival Binance. No entanto, o Whale Alert menciona que há suspeitas de que os fundos tenham sido transferidos dentro da própria OKEx.

Suspeitamos que sejam transferências de internas da exchange. Estamos investigando o assunto agora.

Entretanto, Jay Hao, CEO da OKEx, negou que a corretora tenha movido os Bitcoins. Segundo ele, o endereço de origem dos BTCs não são pertencentes à exchange.

Estes não são endereços #OKEx; @whale_alert e outros terceiros rotularam esses endereços incorretamente. Conte apenas com os canais oficiais da OKEx para obter informações atualizadas.

Além disso, Philip Gradwell, economista-chefe da empresa de análise de dados Chainalysis, apontou o possível erro no alerta.

Isso está com identificado incorretamente, não é uma transferência da OKEx para a Binance.

OKEx ainda deve explicações

O bloqueio de saques anunciado nesta sexta-feira de forma abrupta pegou usuários de surpresa. Segundo a empresa, as chaves privadas da plataforma teriam sido requisitadas por autoridades. O bloqueio de saques, portanto, teria sido motivado pela impossibilidade de autorizar a movimentação de fundos.

No entanto, um veículo chinês aponta que Star Xu estaria “fora de alcance” desde o começo de outubro, quando teria sido detido pela polícia. O CEO da exchange já havia relatado no passado que os detentores das chaves privadas da plataforma estavam tendo “problemas pessoais”.

A empresa ainda não forneceu mais detalhes sobre o problema. Além disso, ainda não há previsão de quando as operações irão voltar à normalidade.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá