OMG Network prevê “grandes oportunidades” após sua aquisição pela Genesis Block

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • A Genesis Block Ventures de Hong Kong tem grandes planos para sua recente aquisição da OMG Network.

  • Mais caixas eletrônicos de criptomoedas com base na Ásia estão em obras.

  • Depois da notícia, os preços da OMG voltaram aos níveis de consolidação em torno de US$ 3,70.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A Genesis Block, plataforma de negociações OTC de Hong Kong, tem grandes planos para sua recém-adquirida rede de soluções de ‘camada 2’ da Ethereum, a OMG Network.

Em 3 de dezembro, a subsidiária da Genesis Block Ventures, sediada em Hong Kong, anunciou que assumiria o controle da OMG Network.

A plataforma de escalonamento da rede Ethereum, era anteriormente conhecida como OmiseGO. O projeto é uma solução de escalonamento de Camada 2, confiável e não custodial, para transferências de valor no Ethereum. 

A Genesis Block Ventures (GBV) disse que pretende acelerar o desenvolvimento da Rede OMG e promover parcerias em toda a região asiática.



A GBV acrescentou que já estava profundamente envolvida com o setor DeFi este ano e construiu relações com as principais exchanges, como a Binance e FTX:

“Após a aquisição, uma série de integrações e parcerias estão em andamento. A GBV e OMG trabalharão juntas para alavancar recursos. Vamos explorar novas direções, como a construção de plataformas de crédito e negociação. A ideia é alcançar a adoção massiva e o potencial de crescimento da DeFi.”

O que espera a OMG?

Em uma transmissão ao vivo do Boxmining desta segunda-feira (7), o co-fundador da Genesis Block Venture, Clement Ip, declarou que haverá “grandes oportunidades à frente” para a OMG Network.

Clement afirmou que a GBV foi criada para investir em “projetos novos e interessantes”, como a OMG.

Ele acrescentou que durante o boom DeFi, as taxas eram muito altas para tornar as transações no Ethereum economicamente viáveis. Dessa forma, muitos estavam simplesmente dizendo que o ETH estava “quebrado”.

Porém ele acredita que o ETH está aqui para ficar. No entanto, é preciso haver várias camadas de escalonamento para que o DeFi se expanda além de seu estado atual.

Além disso, a empresa tem planos ambiciosos para expandir o número de caixas eletrônicos de criptomoedas na Ásia. Além dos ATMs,  está em obras um formador de mercado automatizado (AMM), facilitado por transações de baixo custo e alta velocidade, que funcionará na rede da OMG.

Conforme Clement afirmou, a integração da OMG e a adoção mais ampla são o objetivo de longo prazo. “Estamos otimistas com o ETH, e sabemos que as taxas do gás vão subir muito.”

Perspectivas de preço da OMG

O token nativo da rede, OMG, atingiu um pico em 4 de dezembro após o anúncio. Dessa forma, fez a OMG atingir uma maior alta em três meses de pouco menos de US$ 4,50. Desde então, recuou para US$ 3,70 e permanece dentro de um canal lateral que se formou nos últimos três meses.

A OMG subiu em meados de agosto após a notícia de que seria usada pelo Tether. A rede foi integrada para facilitar depósitos e retiradas de USDT, de forma mais rápida e econômica.

Como a maioria das altcoins da era de 2017, a OMG ainda está abaixo de seu recorde histórico. Em janeiro de 2018, valia pouco mais de mais de US$ 25. Agora, a aquisição e o novo foco no DeFi renovou as esperanças de muitos detentores de OMG.

Share Article

Martin escreve sobre segurança cibernética e tecnologia de informação há duas décadas. Ele tem experiência anterior de trade e cobre ativamente a indústria de blockchain e cripto desde 2017.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá