Pedidos de desemprego revelam impacto contínuo da crise econômica

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Os pedidos iniciais de desemprego diminuíram nas últimas semanas.

  • As reivindicações contínuas aumentaram constantemente durante o mesmo período.

  • A recuperação econômica pode demorar até o próximo ano.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Recentes pedidos iniciais de desemprego têm começado a desacelerar , oferecendo esperança de que o impacto da pandemia do COVID-19 esteja diminuindo.



No entanto, uma comparação com as reivindicações de emprego contínuas revela que a estabilidade econômica ainda está pendente.



A análise no gráfico fornece clareza sobre o desempenho do mercado de trabalho. O pico e a queda dos pedidos iniciais mostram que as demissões e as licenças têm desacelerado . No entanto, os pedidos contínuos aumentaram constantemente para mais de 25 milhões.

À medida que o país reabre lentamente, as reivindicações contínuas devem cair. Isso indicaria que a grande maioria dessas reivindicações estava relacionada a licenças.

No entanto, se as reivindicações contínuas aumentarem, pode muito bem indicar que o mercado de trabalho sofreu reveses duradouros. Com tantos desempregados, a crise econômica geral pode ser de longo prazo.

O secretário do Tesouro Steven Mnuchin já indicou que a recuperação econômica pode demorar mais do que o esperado. Além disso, Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, deixou claro que a economia levaria até o final de 2021 para se recuperar.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Com formação em ciências e redação, os dias de criptomania de Jon começaram em 2011, quando ele ouviu falar sobre o Bitcoin pela primeira vez. Desde então, ele tem aprendido, investido e escrito sobre criptomoedas e tecnologia blockchain para algumas das maiores publicações e ICOs do setor. Após uma breve passagem pela Índia, ele e sua família vivem no sul da Califórnia.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá