Peru cria fundo para projetos blockchain de startups

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • O governo do Peru lançou um fundo que pode cobrir até 75% das despesas de projetos relacionados a blockchain.

  • O fundo será voltado para as micro, pequenas e médias empresas do país.

  • Os interessados ​​terão até o dia 23 de setembro e ​​poderão consultar mais detalhes do fundo no site oficial.

  • promo

    BIT: 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios. Entrar agora!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O Peru lançou um fundo para pequenas empresas que elaboram projetos com tecnologias como blockchain, machine learning e big data. O co-financiamento cobrirá 75% dos custos, podendo chegar a US$ 8.533.

Patrocinados



Patrocinados

O Ministério da Produção (Produce) da República do Peru anunciou um fundo de 35.000 novo sol peruano (US$ 8.533) para micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) de todos os setores, embora aqueles que integram tecnologias como big data, blockchain, machine learning ou robótica sejam mais propensos a se qualificar.

O Ministério explicou que os recursos se destinam a setores que requerem co-financiamento na implementação de tecnologias digitais para aumentar sua produtividade e possuem ferramentas para combater a emergência sanitária.

Patrocinados



Patrocinados
Fonte: Produce Perú

O programa de co-financiamento se chama “ProInnóvate” e terá como foco o fortalecimento das MPMEs que passam por lacunas tecnológicas e que podem ser corrigidas com a adoção e integração de tecnologias como a blockchain. O fundo não será reembolsável, o que garantirá às empresas as melhorias correspondentes.

Conforme explicado pelo governo do Peru:

“As MPMEs devem estar legalmente constituídas no país e registradas nos Registros Públicos e atender aos seguintes requisitos: ter pelo menos um ano de operação contínua até março de 2020; registrar uma venda anual mínima de 13 unidades tributárias (UIT) e que não ultrapasse 2.300 UIT no último exercício social, entre outras estabelecidas nas bases”.

Peru adota blockchain para melhorar políticas públicas

O Ministério da Produção da República do Peru detalha que os interessados ​​terão até o dia 23 de setembro para se inscreverem e todas as bases para o pedido estão no site do Innovate Peru. Os projetos selecionados poderão ter até 75% de suas despesas pagas.  

Entre as despesas que as empresas podem cobrir com os recursos estão: consultoria, planos de melhorias, auditorias e avaliações de processos e tecnologias, marketing digital, comércio digital, meios de pagamentos, serviços online, operação e logística.

O governo explica a iniciativa da seguinte forma:

“O Concurso Mipymes Digitais junta-se aos concursos Mypes Reativados, Mipymes de Qualidade e Mercados Modernos, que fazem parte do Programa de Emergência Empresarial ProInnóvate do Ministério da Produção, por meio do qual serão repassados ​​um total de 64,6 milhões de novos sóis peruanos para reativação de MPMEs e mercados de alimentos ”.

O Peru mostrou intenção de explorar o ecossistema de blockchain e criptomoedas, pois no final de 2020, a Superintendência de Bancos e Seguros do país avaliou e estudou os usos que o Bitcoin e altcoins estão tendo na economia do país, para propor um regulamento a este respeito. As exchanges de criptomoedas também estão sendo avaliadas.

Recentemente, o country manager da exchange de criptomoedas Buenbit Peru, Matías Romero, revelou que 60% dos usuários de serviços financeiros naquele país “estão interessados” em explorar o mercado cripto. Ele explicou que o interesse cresceu durante a pandemia.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

Mora na Cidade do México. Jornalista empreendedor e entusiasta de números, finanças, economia, novas tecnologias e o ecossistema blockchain. Aprendiz constante, amante da música e leitor curioso. Graduado pela UNAM, e atuou como jornalista na mídia tradicional por mais de uma década e atualmente divide seu tempo entre escrever sobre criptoeconomia e seus próprios projetos.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

BIT. 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios.

Entrar agora