Policial se demite para jogar Plant vs Undead na Venezuela

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • O venezuelano Zacarys Egea largou seu emprego como policial e agora está jogando Plant vs Undead.

  • Assim, ele se junta às centenas de venezuelanos que dedicam seu tempo para ganhar dinheiro com os jogos "jogue-e-ganhe".

  • Plant vs Undead está na 16ª posição entre as páginas mais visitadas da Venezuela, de acordo com dados da Alexa.

  • promo

    BIT: 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios. Entrar agora!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O venezuelano Zacarys Egea deixou o emprego de policial para se dedicar integralmente ao jogo Plant vs Undead.

Patrocinados



Patrocinados

Os jogos “Play to Earn” (jogue para ganhar) demonstram que projetos do mundo cripto vão muito além do Bitcoin (BTC). Games como o Plant vs Undead estão criando sistemas financeiros descentralizados, permitindo que os seus usuários obtenham receitas consideráveis.

Zacarys Egea, morador da cidade de Caracas, disse à AFP que se demitiu do cargo de policial após nove anos de serviço, devido ao baixo salário que recebia. Ele decidiu agora se juntar ao mundo do Plant vs Undead:

Patrocinados



Patrocinados

“O que eu quero com isso? Ter uma casa própria para ter minha família. […] É uma projeção de longo prazo ”.

Esse tipo de videogame se tornou uma fonte de renda considerável para quem vive em países com economias instáveis ​​como a Venezuela, onde uma grave crise econômica sem precedentes está acontecendo há anos.

O mundo Plant vs Undead

O jovem venezuelano comentou que graças ao seu emprego atual (mototaxista e motorista de entrega em domicílio) conseguiu economizar US$ 300 para modernizar seu computador e assim poder participar do jogo.

Primeiro, ele fez um investimento de US$ 80 em um girassol e alguns brotos digitais do jogo, o que lhe permitiu adquirir uma semente para “plantar” uma árvore, que poderá ser vendida quando atingir aproximadamente US$ 2.000.

Ao mesmo tempo, ele compartilhou com a AFP sua rotina como jogador:

“Às 6 da manhã estou de pé esperando o jogo. Depois que saio para trabalhar na rua fico atento (no meu celular) para regar a planta, para que não haja corvos. […] Uma noite eu estava dormindo e acordei eufórico… “a planta!” E saí para me conectar. Mas estava tudo bem”.

Fonte: AFP

Um elemento importante a destacar é que Zacarys possui um caderno escolar no qual registra suas operações e evolução para aprimorar suas estratégias no Plant vs Undead.

Popularidade de jogos cripto na Venezuela

Zacarys Egea se junta às centenas de venezuelanos que se dedicam a ganhar dinheiro através dos jogos NFT, tanto através do Plant vs Undead como no Axie Infinity.

A popularidade desses jogos registrou um crescimento considerável no país sul-americano. De acordo com dados da Alexa, Plant vs Undead ocupa a 16ª posição entre as páginas mais visitadas na Venezuela.

Fonte: Alexa

Por sua vez, o Axie Infinity ocupa a 37ª posição. A Venezuela conseguiu se consolidar como o segundo país do mundo com mais usuários do jogo. Segundo o economista venezuelano Aaron Olmos, citado pela AFP:

“Essas plataformas de jogos que pagam seus participantes se tornaram, em países hiperinflacionários como a Venezuela, opções de geração de renda além do trabalho formal, jogando uma, três, quatro horas por dia”.

Desta forma, é demonstrado como o ecossistema blockchain e seu desenvolvimento contínuo está aproximando modelos econômicos sustentáveis, descentralizados, livres e de alto impacto sobre diversas pessoas.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

Luis é um jovem venezuelano que acredita firmemente no criptoespaço como a nova economia libertadora do século XXI. Habitante da cidade de Guarenas, contribui apaixonadamente desde 2019 com a tradução e redação de notícias sobre criptomoedas. Bacharel em Educação em Ciências Naturais (Cuba, 2012) e Mestre em Educação Ambiental (Venezuela, 2018). Gosta de línguas e apoia o conceito de educação continuada e permanente.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

BIT. 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios.

Entrar agora