A montanha de Bitcoin que já está travada na rede Ethereum deve aumentar em breve. Nesta quinta-feira (15), o time da Polkadot anunciou o novo token PolkaBTC que terá essa missão.

O token PolkaBTC será pareado 1 para 1 com o Bitcoin que permitirá a investidores de Bitcoin alocarem recursos em projetos na rede Ethereum. O criptoativo terá integração com projetos que prometem aceitar a moeda para diversas aplicações, incluindo DeFi.

Donos de Bitcoin, dessa maneira, poderão transformar seus ativos em PolkaDOT para investir em negócios baseados em contratos inteligentes. Além disso, ao terminar a negociação, será possível converter de volta os tokens em BTC sem maiores problemas.

Assim, o ativo deverá ajudar a incrementar a quantidade de Bitcoin alocada na rede Ethereum. Atualmente, o token ERC20 Wrapped Bitcoin (WBTC) já tem 105.000 Bitcoins travados, o terceiro maior projeto DeFi no Ethereum. O valor equivale atualmente a US$ 1,2 bilhão, ou R$ 6,73 bilhões, segundo o DeFi Pulse.

O novo token será disponibilizado a partir de fevereiro ou março de 2021.

Advertisement
Continue reading below

Uma vez implantado, os usuários poderão cunhar ativos 1:1 garantidos com Bitcoin no Polkadot, na forma de PolkaBTC, e usá-los em uma ampla gama de aplicativos, incluindo exchanges descentralizadas, stablecoins e protocolos de empréstimo. Nos bastidores, a rede BTC-Parachain implementa o XCLAIM, a única estrutura entre redes que não depende de intermediário para funções financeiras e permissões e é à prova de censura – e é baseada por pesquisas de alto nível.

Como funciona o mecanismo de troca entre Bitcoin e PolkaBTC

A operação será totalmente descentralizada. O usuário que desejar obter o novo token precisará apenas bloquear a quantidade desejada de BTC no cofre (Vault) do aplicativo. Em seguida, o usuário poderá enviar o comprovante ou esperar por uma aprovação automática para obter o PolkaBTC.

A única exigência será ter um pequeno valor em Polkadot (DOT) na carteira para pagar taxas. Dessa forma, o fluxo será similar ao que já acontece com tokens ERC20, que requerem ETH para completar uma transferência.

O processo muda um pouco na hora do saque de Bitcoin. O usuário deverá levar os tokens PolkaBTC de volta ao cofre original e ter o swap aprovado para, então, receber a quantidade equivalente em BTC.

A Polkadot reconhece que podem haver riscos por conta do caráter totalmente descentralizado da plataforma. No entanto, o projeto de integração de blockchain promete uma espécie de seguro.

Se um Vault tentar se comportar mal, a garantia [saldo em Bitcoin] será cortada. Como usuário, você pode decidir tentar novamente com outro Vault ou ser reembolsado com DOT – incluindo um bônus para compensar o inconveniente.