Preço do Bitcoin Está Perto de Bater Recorde Jamais Visto

Compartilhar Artigo

O preço do Bitcoin bate recordes constantemente no mercado. Além de animar investidores com seu desempenho, a criptomoeda demonstra que sua tendência é continuar rompendo barreiras. É assim que acontece com a cotação do ativo digital praticamente desde a sua criação há onze anos atrás.



Em breve o Bitcoin encerrará o primeiro trimestre de 2019. O fim desse período revelará um importante crescimento. A criptomoeda está bem perto de conseguir quebrar mais um importante recorde que envolve os meses de janeiro, fevereiro e março.

Historicamente, a análise desses três meses mostra uma evolução do preço do Bitcoin. E tudo indica que isso não será diferente em 2020. A expectativa é de que a cotação esteja igual ou superior ao valor praticado no mercado atualmente, algo por volta de US$ 9.300,00.



Se o trimestre estivesse terminando, esse preço representaria mais que o dobro do que foi registrado no mesmo período, só que em 2019. Naquele ano a cotação da criptomoeda terminou os três primeiros meses por volta de US$ 4.120,00.

Recorde para o preço do Bitcoin

No final de 2017 o mercado pode acompanhar o maior recorde de todos para o preço do Bitcoin. Desde então aquela cotação jamais foi superada, sendo este o teto, de cerca de US$ 20 mil.

Pouco tempo depois de atingir esse impressionante preço, o ativo digital despencou. Sendo que em 2018 o primeiro trimestre foi encerrado com um valor aproximado de US$ 7 mil. Ou seja, um índice bem maior do que aquele visto no último ano.

Ainda falta muito para o Bitcoin quebrar o “recorde dos recordes”. Antes que isso aconteça, uma outra marca deve ser ultrapassada nas próximas semanas. No final do primeiro trimestre a cotação pode ser a maior já vista nesse período nos últimos dez anos. Uma publicação no Facebook do perfil Escola Cripto mostra que 2020 começou com o “pé direito”.

Primeiro trimestre

Entre quedas e grandes valorizações, o primeiro trimestre para o Bitcoin parece ter sido generoso nos últimos anos. Com exceção de 2019, de 2017 para 2018 o crescimento parece ter sido maior.

Em 2017 o primeiro trimestre fechou com uma cotação de cerca de US$ 1 mil. Um ano depois e esse valor já era sete vezes maior no mercado de criptomoedas. Sendo este o ano de maior crescimento para o Bitcoin, considerando o intervalo de três meses.

Ainda falta mais da metade de todo o período analisado para o preço do Bitcoin quebrar o importante recorde. Levando em consideração as cinco primeiras semanas do ano, tudo indica que o preço atual tem grandes chances de ser mantido. Até mesmo uma valorização ainda pode acontecer até o trimestre terminar.

Dentre todos os primeiros trimestres, o atual parece ser o que a criptomoeda terá a maior cotação de todos os tempos. Nos últimos dez anos o máximo que o preço do Bitcoin chegou perto nesse intervalo de tempo foi de US$ 7 mil.

Faça parte da nossa página de criptomoedas no Twitter. Assim ficará por dentro das últimas notícias sobre criptomoedas e blockchain acontecendo no Brasil e no mundo.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Com formação em ciências e redação, Alice começou a escrever profissionalmente há 7 anos. Desde então, ela tem aprendido, investido e escrito sobre criptomoedas e tecnologia blockchain para algumas das maiores publicações do setor. Atualmente, compõe a equipe de jornalistas Brasil da BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá