Prêmio da Grayscale despenca em meio à suspeita de arbitragem milionária

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Prêmio do GBTC, que representa participação no fundo de Bitcoin da Grayscale, despencou.

  • A diferença do GBTC para o valor real do ativo caiu de 40% para 3% em um mês.

  • Comunidade suspeita de arbitragem milionária de investidores.

  • promo

    BIT: 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios. Entrar agora!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Paira a suspeita de que grandes investidores estariam arbitrando prêmio do GBTC, produto da Grayscale negociado no mercado secundário.

Patrocinados



Patrocinados

O prêmio do fundo de Bitcoin da Grayscale despencou no último mês. De 40%, o GBTC (Bitcoin Trust) passou a oferecer prêmio de apenas 3%. A queda brusca se dá após a empresa declarar a captação de US$ 1,27 bilhão (R$ 6,88 bilhões).

US$ 1.276.147.151 arrecadados para Bitcoin Trust.

Patrocinados



Patrocinados

O prêmio do GBTC é o lucro obtido pela diferença entre o valor das cotas do fundo em si e o preço no mercado secundário. O GBTC tem exposição passiva 100% em Bitcoin, mas também pode ser negociado no mercado de balcão (OTC) por investidores qualificados.

Há um mês, o prêmio para quem comprava o GBTC via OTC, portanto, chegava a 40% em relação ao preço do Bitcoin. Agora, no entanto, a diferença de preço a maior chega a apenas 3%. O movimento pode indicar, por exemplo, que algum grande investidor despejou suas participações no mercado, depreciando o valor do produto no mercado secundário.

Queda ocorre no fim do hold obrigatório da Three Arrows Capital

A queda do prêmio do GBTC ocorre seis meses após a Three Arrows Capital comprar US$ 260 milhões no produto da Grayscale. Seis meses é exatamente o prazo de hold obrigatório segundo definido pelas leis americanas para esse tipo de investimento.

A compra tornou a Three Arrows a maior investidora única do fundo de Bitcoin da Grayscale. Os US$ 260 milhões, na época, fazia a empresa deter cerca de 6% das cotas.

A suspeita, portanto, é que a empresa tenha despejado sua participação no mercado para realizar o lucro da operação iniciada em junho de 2020. Não há, entretanto, informação pública sobre uma negociação do tipo. O sigilo dos clientes no mercado de balcão pode contribuir para essa falta de clareza.

Para o pesquisador Larry Cermak, a movimentação poderia ser uma jogada de arbitragem do prêmio do GBTC.

Já se passaram quase exatamente seis meses desde que a Three Arrows Capital comprou 6% do GBTC no valor de $ 260 milhões na época e você está se perguntando por que o prêmio está entrando em colapso, agora?

Na sua avaliação, portanto, a Three Arrows teria forçado a valorização do prêmio para vender sua participação com o maior lucro possível após os seis meses de hold.

Provavelmente eles pegaram BTC emprestado, depositaram em espécie na NAV [valor líquido] em troca de ações da GBTC. Depois de seis meses, você pode vender as ações, pagar o empréstimo do BTC e ter uma tonelada de lucro ao arbitrar o prêmio. Isso faz sentido?

Grayscale mantém alto ritmo de compra de Bitcoin

Apesar da queda de valor do GBTC, a Grayscale não dá sinais de contenção no ritmo de compra de Bitcoin. Recentemente, a gestora quebrou o próprio recorde de aquisição de BTC em um único dia. Na última semana, a Grayscale somu US$ 1 bilhão em Bitcoin comprado.

Dessa forma, os ativos sob gestão da empresa só crescem após um leve recuo na esteira do encerramento do fundo de XRP. Na visão de analistas, o movimento é mais uma pista de que a Grayscale vêm aproveitando a queda do Bitcoin para comprar mais barato.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Colaborei entre 2013 e 2021 com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atuei como repórter e depois como editor-chefe do BeInCrypto Brazil entre abril de 2020 e setembro de 2021.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

BIT. 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios.

Entrar agora