Prisão de Líderes Não Atrapalha e Unick Continua Reativando Contas de Usuários

Compartilhar Artigo

A Unick continua operando a reativação de contas na plataforma. Nem mesmo a recente prisão dos líderes da empresa impediu o encerramento das operações. Com a reativação de conta, usuários voltam a fazer parte da empresa apontada como uma pirâmide financeira.



Investidores da Unick estão reativando contas na plataforma. O processo acontece através do escritório de advocacia contratado pela empresa antes das prisões acontecerem. Através desta modalidade, usuários recebem e-mail onde são solicitados algumas informações sobre os investimentos realizados na Unick.

Usuário recebeu e-mail enquanto líderes continuam presos

Uma mensagem divulgada em grupos de investidores mostra um e-mail enviado da Unick recentemente. No texto encaminhado nesta quarta-feira (30), a companhia publica instruções para a reativação de pacotes do usuário que havia pedido o cancelamento.



O investidor alega que enviou os comprovantes de pagamento dos pacotes da Unick para o e-mail citado, antes de pedir a reativação a conta. Depois do envio dos documentos, uma mensagem foi endereçada ao usuário confirmando o recebimento da intenção de reativação da conta na Unick.

Unick continua reativando contas após Operação Lamanai

Os negócios da Unick foram completamente afetados com a Operação Lamanai. Policiais cumpriram dez mandados de prisão que colocaram os líderes da plataforma atrás das grades. Somente um mandado de prisão não foi cumprido, e Fernando Lusvarghi é considerado foragido pelas autoridades.

O processo de reativação de contas acontece enquanto seis líderes da Unick continuam detidos. Fernando Lusvarghi, foragido, tentou um habeas corpus para continuar em liberdade. O pedido foi negado pelo TRF-4 após decisão do desembargador Leandro Paulsen.

A Operação Lamanai foi deflagrada no último dia (17) de outubro. Com a investigação, vários endereços ligados a Unick Academy receberam a inesperada visita da Polícia Federal. No total, 65 mandados de busca e apreensão completaram as atividades da operação policial naquele dia.

A Polícia Federal apreendeu carros de luxo, dinheiro e 1.500 unidades de Bitcoin (BTC) em endereços da Unick Academy. Mas, parece que toda essa apreensão parece não ter impedido a reativação de contas na empresa.

Além de contas reativadas por investidores mesmo depois que líderes foram presos, milhares de usuários tentam “defender” a empresa. Mais de doze mil assinaturas foram recolhidas em apoio a plataforma, de investidores que decidiram reerguer a Unick.

O que acha sobre a Unick continuar suas atividades após a Operação Lamanai? Comente sobre esta notícia e compartilhe com seus amigos através do Twitter!

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos mais tarde. Já trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas, sendo que atualmente é um dos colaboradores do BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá