Protocolos de AMM: o futuro das DEX

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • O boom das finanças descentralizadas (DeFi) foi abastecido por uma adoção explosiva de protocolos AMM.

  • Estas DEXs avançaram muito desde os dias mais simples dos order books.

  • Protocolos AMM são uma tecnologia promissora para estabelecer um novo paradigma em exchanges de criptomoedas.

  • promo

    BIT: 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios. Entrar agora!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Ao longo de 2020 e durante a maior parte de 2021, o boom das finanças descentralizadas (DeFi) foi basicamente alimentado por uma adoção explosiva de protocolos de criação de mercado automatizada (“automatic market maker”, AMM).

Patrocinados



Patrocinados

Plataformas de AMM como Uniswap e SushiSwap estavam se enfrentando em uma guerra por liquidez. Ao mesmo tempo, histórias de alguns traders de criptomoedas quadruplicando o valor de seus tokens em um curto período circularam nas redes sociais.

As exchanges descentralizadas (DEXs) percorreram um longo caminho desde os dias de DEXs baseados em order books, como o Ether Delta. O espaço DEX, agora renovado, apresenta muitas plataformas, como QuickSwap e Bancor, por exemplo.

Uma coisa é certa: o advento de protocolos automatizados de criação de mercado é a inovação mais notável no DeFi. De acordo com Sergej Kunz, CEO da DEX AMM 1inch Network, “nos próximos quatro a cinco anos, a indústria de DeFi crescerá muito”.

Ele afirma que:

“Vamos eliminar intermediários como bancos e substituí-los pelo DeFi nos próximos anos”.

Na verdade, DEXs construídos com protocolos AMM são conhecidos por manter níveis de liquidez estáveis e permitir a descoberta de preços em uma variedade de pares de tokens diferentes, sem precisar de intermediários.

Uma cartilha sobre protocolos AMM

Em primeiro lugar, sem o trabalho feito pelos formadores de mercado para criar ações de preços, qualquer exchange, centralizada ou descentralizada, ficaria sem liquidez.

Em exchanges centralizadas, os criadores de mercado são incentivados por taxas mais baixas. No entanto, os protocolos AMM são programados com um incentivo embutido para criar mercados em bolsas descentralizadas. Isso facilita a descoberta automática de preços sem um intermediário.

Como isso é feito? Os AMMs vêm com contratos inteligentes que usam regras predefinidas para orientar o processo de definição de preços por conta própria quando as condições do mercado assim o exigirem.

Ao fazer isso, os AMMs eliminam a necessidade de negociadores humanos criarem mercados, como ocorre nas bolsas centralizadas com base em livro de ordens.

Liquidez é a chave

No entanto, a descoberta de preços não é o único problema que as exchanges precisam resolver. A liquidez também é um pilar fundamental. Para isso, os AMMs trabalham com pools de liquidez habilitados para contratos inteligentes.

Esses pools de liquidez concentram capital de usuários da plataforma. Eles prendem esses fundos em um contrato inteligente, que, por sua vez, distribui recompensas para aqueles que fornecem liquidez.

Resumindo, em vez de uma carteira de pedidos e um mecanismo de correspondência, as DEXs baseadas em AMM usam pools de liquidez onde os usuários que desejam se tornar provedores de liquidez enviam seus tokens para um contrato inteligente. Os traders que desejam trocar um token por outro podem fazer isso com a liquidez do contrato inteligente.

Os protocolos AMM levam toda a ideia de uma exchange descentralizada sem custódia a um nível totalmente novo. Por exemplo, plataformas como a Uniswap estão democratizando o fornecimento de liquidez como nunca antes.

A criação desses programas habilitados para contratos inteligentes inclui fórmulas matemáticas sofisticadas que permitem a descoberta de preços automatizada e liquidez em uma DEX.

Toda a operação é totalmente descentralizada e contínua, de modo que os preços são definidos automaticamente com base no algoritmo executado no contrato inteligente.

Por exemplo, o Uniswap usa uma fórmula de produto constante que define o preço dos ativos no pool de liquidez com base na oferta e na demanda.

Outros exemplos incluem o Bancor, primeira DEX a remover completamente as carteiras de pedidos, introduzindo uma rede de pools de liquidez. Em vez de definir preços com base na oferta e demanda, o AMM da Bancor usa um algoritmo que determina os preços avaliando o tamanho da negociação colocada pelo usuário e a profundidade do pool de liquidez correspondente.

Aqui estão alguns exemplos de diferentes protocolos AMM. Vamos examinar como eles resolvem o problema de provisão automatizada de liquidez no blockchain.

QuickSwap

O QuickSwap é um novo competidor no mundo DEX. Embora apresente um algoritmo AMM semelhante ao do Uniswap, o QuickSwap apresenta algumas diferenças sutis, mas importantes. Especificamente, ele é construído na infraestrutura de segunda camada da rede Polygon.

O Polygon é um protocolo e uma estrutura para construir e conectar redes blockchain compatíveis com Ethereum. O QuickSwap é o primeiro protocolo AMM na infraestrutura do Polygon.

Graças ao uso da camada 2 para liquidação de transações, o QuickSwap suporta a negociação de milhares de tokens ERC-20 a custos de taxas de rede quase nulos e em velocidades super-rápidas.

Ao contrário da maioria das DEXs baseadas em AMM com equipes de desenvolvedores anônimos e nomes engraçados de comida, o QuickSwap foi desenvolvido por desenvolvedores experientes cuja agenda principal era criar uma DEX de próxima geração escalável que trará crescimento para o cenário DeFi.

O QuickSwap também apresenta um token nativo, o QUICK, usado para adquirir uma posição de governança na DEX. Eles acabaram de lançar ordens limite e o programa “Dragon Syrup”.

Este recurso permite que os usuários que fazem staking de QUICK ganhem recompensas extras fazendo staking de seus tokens dQUICK, o token de staking do QUICK, para ganhar outros tokens negociados na DEX.

Rede Bancor

Mesmo antes que o DeFi existisse, o Bancor já havia desenvolvido o primeiro AMM em um blockchain.

Os irmãos israelenses Guy e Galia Benartzi fundaram a Bancor Network em 2018. Ela é mais conhecida por sua incrível corrida de oferta inicial e moeda (ICO), que reuniu mais de US$ 150 milhões em tokens Ethereum em cerca de três horas.

O protocolo AMM do Bancor é um algoritmo complexo. Ele usa muitos parâmetros diferentes para calcular o preço atual de um ativo em seu pool de liquidez.

Primeiro, ele considera o tamanho da negociação colocada pelo usuário e ajusta os preços com base no volume dentro de cada pool de liquidez correspondente. O AMM também considera as durações entre as negociações ativas de um trader.

O AMM, então, usa a profundidade de liquidez dentro de cada pool para determinar os preços. Pools mais densos têm um peso maior do que os mais rasos.

Além disso, os AMMs do Bancor também consideram as ofertas ativas e pedidos feitos por outros traders na carteira de pedidos do Bancor. Isso pode ser um mecanismo adicional de descoberta de preços.

A Bancor também conta com uma versão melhorada de sua DEX, chamada v2.1, que opera por meio de um novo mecanismo chamado Single-Sided Liquidity.

Esse mecanismo permite que um provedor de liquidez envie tokens para o pool de liquidez enquanto mantém a exposição ao token. Isso protege o trader de incidentes que causam perdas impermanentes.

Uniswap

Enquanto a Bancor Network foi pioneira no modelo AMM, a Uniswap ostenta o título de ser a primeira plataforma DeFi baseada em AMM a popularizar o modelo.

O Uniswap trouxe níveis significativos de liquidez e tração para a blockchain do Ethereum. No fim das contas, isso ajudou a sobrecarregar a rede, levando a disparadas nas taxas.

Hayden Adams foi o fundador da plataforma. Ela foi lançada no final de 2018, depois de receber financiamento de firmas de capital de risco proeminentes, como a Andreessen Horowitz.

De acordo com Adams, a arquitetura do Uniswap foi baseada em uma exchange descentralizada on-chain teórica, conforme descrito pelo fundador da Ethereum, Vitalik Buterin, em um post no Reddit.

Desde então, o Uniswap cresceu tremendamente. Até agora, ela conseguiu atingir mais de US$ 9 bilhões em volume de negócios semanais, de acordo com os relatórios.

O protocolo AMM da Uniswap oferece liquidez imediata e automatizada sem depender de nenhuma entidade central. Os contratos inteligentes que permitem a troca são on-chain. Desta forma, os usuários que interagem com esses contratos inteligentes podem fazê-lo totalmente sem custódia.

Portanto, os usuários ainda podem usar a plataforma sem se submeter aos requisitos KYC e AML, assinando quaisquer depósitos ou acordos de custódia com um intermediário. Tudo isso é exigido por exchanges centralizadas.

O Uniswap usa um AMM projetado com fórmula de produto constante que determina o preço dos ativos em seus pools de liquidez com base na oferta e demanda.

Embora essa abordagem tenha se mostrado útil, ela apresenta riscos inerentes. Isso inclui perdas impermanentes e cotações sempre vulneráveis ao congestionamento da rede e à disparada das taxas.

O futuro dos DEX AMM

Os protocolos AMM são uma tecnologia promissora para estabelecer um novo paradigma na negociação de criptoativos. Seu potencial para oferecer liquidez na rede pode transformar completamente o cenário atual de Defi de maneiras inimagináveis.

As DEX AMM contam com um nível mais alto de proteção contra hacks. Além disso, elas também fornecem uma maneira barata e confiável de negociar criptoativos.

Os protocolos AMM como QuickSwap, Bancor Network e Uniswap estão abrindo o caminho para o futuro das exchanges descentralizadas.

Ao democratizar o fornecimento de liquidez e automatizar a criação de mercado com algoritmos em um contrato inteligente, esses protocolos têm o potencial de fazer com que as exchanges descentralizadas superem as centralizadas em termos de volume de negociação.

O Uniswap já está se mostrando promissor, tendo superado o volume de negociação de exchanges centralizadas como a Coinbase várias vezes.

No entanto, as DEXs ainda não são perfeitas. A maioria dos protocolos AMM enfrenta o desafio de perdas impermanentes e taxas exorbitantes sempre que há congestionamento de rede.

É verdade que os protocolos AMM, como o Quickswap, estão cada vez mais próximos de solucionar os desafios existentes. No entanto, só o tempo dirá se as soluções de camada 2 do QuickSwap serão uma bala de prata que permitirá a negociação sem custódia totalmente automatizada em todo o cenário DeFi.

No geral, os AMM têm o potencial de fazer o mesmo ou quebrar as exchanges descentralizadas. Isso porque eles democratizam o fornecimento de liquidez e fornecem automaticamente serviços de criação de mercado à prova de falsificação. Este talvez seja o início de uma nova era de negociação de criptomoedas.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

Julia é pesquisadora e jornalista que cobre as últimas tendências em finanças e tecnologia. Seus trabalhos são publicados em revistas populares sobre fintech, incluindo Investing, ChangingAlpha, Cointelegraph e Bitcoinist.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

A ICO da Bit2Me ACABA DE COMEÇAR! Compre o token B2M agora.

Comprar agora!

Lançamento de BIT. Ganhe até 3.500 BIT. Não perca esse bonde

Entrar agora