QETH11: primeiro ETF de Ethereum do Brasil movimenta R$ 80 milhões na estreia

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Fundo da QR Asset Management é o primeiro da América Latina a ser 100% exposto ao Ethereum.

  • Produto segue o QBTC11, outro ETF da empresa com exposição ao BTC.

  • Investimentos reforçam tendências de empresas de lançarem produtos baseados em cripto em bolsas tradicionais.

  • promo

    BIT: 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios. Entrar agora!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O QETH11, o primeiro ETF baseado em Ethereum da América Latina, já está disponivel na B3, a bolsa brasileira.

Patrocinados



Patrocinados

Gerenciado pela QR Asset Management, o QETH11 foi listado na quarta-feira (4), em uma cerimônia oficial de Bell Ringing. Ele está disponível para investidores de todo o país, que podem comprar a criptomoeda na Bolsa com acesso à custódia institucional, liquidez diária e sem preocupação com chaves privadas.

Segundo a QR Asset Managment, que é a gestora de recursos da holding QR Capital, o QETH11 é o primeiro ETF da América Latina com 100% de exposição ao Ether. O lançamento foi considerado “um momento histórico no mercado brasileiro, no qual o segundo maior criptoativo do mundo se torna acessível por meio do mercado regulado”.

Patrocinados



Patrocinados

O ETF tem taxa de administração de 0,75% ao ano e com investimento inicial de cerca de R$ 10,07, dependendo das flutuações do mercado.

Dados da própria empresa apontam que, no primeiro dia, o QETH11 movimentu R$ 80,56 milhões. A estimativa do valor atual da cota de entrada era de R$10,36.

Para a QR Asset Management, o ETF faz com que “o Brasil saia na frente dos EUA novamente, juntando-se ao Canadá na corrida dos ETFs de criptoativos”. A empresa também é responsável pelo QBTC11, o primeiro ETF de bitcoin do Brasil.

O CEO da QR Capital, Fernando Carvalho, acredita que a presença de um ETF de ethereum na B3 é importante para a autonomia do investidor brasileiro:

“Com ETFs dos dois principais ativos digitais do mercado na B3, o investidor ganha autonomia para elaborar sua própria estratégia, o que se alinha com o objetivo da QR Capital de oferecer opções robustas para que o investidor possa entrar no mercado cripto de forma segura, simplificada e com total autonomia para montar sua própria carteira”.

Carvalho acrescenta que o “ether é um ativo já consolidado e que, como o Bitcoin, tem um histórico mais longo, bons casos de uso como as finanças descentralizadas (DeFi), tornando-se um excelente ativo para reforçar a diversificação de carteiras de investimentos”. As duas criptomoedas juntas, ele lembra, possuem valor de mercado de mais de US$ 1 trilhão.

Reprodução/QR Capital

ETFs

Revelado no início de junho, o QBTC11 da QR Asset Management foi anunciado como o “primeiro ETF com 100% de exposição ao bitcoin da B3”. O lançamento do fundo ocorreu no dia 24 do mesmo mês, com captação de fundos de R$ 113,5 milhões, R$ 14,1 milhões a mais que o valor arrecadado antes da estreia. As cotas do ETF começaram o pregão daquele dia valendo R$ 9,51 e valorizaram 13,1%, fechando em R$ 10,76.

Os fundos da QR Asset Management não são os únicos produtos baseados em criptomoedas que surgiram no mercado brasileiro em 2021. Em abril, a Hashdex lançou o HASH11, o primeiro ETF da B3 a ter exposição ao BTC.

No início de julho, a empresa começou a captar fundos para um novo ETF baseado em bñBitcoin chamado BITH11, que promete compensar todas as suas emissões de carbono. Em agosto, também há a expectativa de lançamento na B3 do ETHE11, um fundo baseado em Ethereum.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

Editora-chefe do BeInCrypto Brasil. Jornalista de dados por formação, possui 10 anos de experiência na cobertura de tecnologia e, agora, está se aventurando pelo mundo cripto. Criou uma galeria NFT com fotos de seus gatos. Tem passagens na Globo, Gazeta do Povo e no Portal UOL.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

BIT. 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios.

Entrar agora