R$ 1 trilhão devorados e outros números da queda do Bitcoin

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Bitcoin caiu mais de 20% nas últimas 24 horas.

  • Preço da criptomoeda chegou à região dos US$ 32.000 nesta madrugada.

  • Veja números da queda do BTC após ter alcançado o preço histórico de US$ 42.000.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Bitcoin caiu 20% e mercado de criptomoedas perde mais de R$ 1 trilhão de valor de mercado nas últimas 24 horas; veja esses e outros números.



A correção do Bitcoin finalmente aconteceu – ou está acontecendo. No último domingo (10), o pânico tomou conta das negociações levando a uma queda histórica do BTC para a faixa dos US$ 32.000. Em 24 horas, cerca de US$ 200 bilhões, ou pouco mais de R$ 1 trilhão, desapareceram do mercado de criptomoedas.

O ajuste de preço já tinha sido previsto por alguns analistas. Além disso, no último domingo, o CEO da empresa de análise de dados CryptoQuant, Ki Young Ju, antecipou o movimento de baixa horas antes.



O Índice de Posição dos Mineradores parece o suficiente para fazer um topo local. Eles estão vendendo BTC. Vou fazer um pequeno short no BTC nesse mercado de baixa de curto prazo.

Pouco depois, o Bitcoin iniciou um movimento descendente que resultou em fortes perdas para o mercado de criptomoedas. A queda começou na manhã de domingo com o BTC pouco na região dos US$ 41.200, segundo dados do Coingecko. Veja, a seguir, cinco números impressionantes registrados nas últimas 24 horas.

US$ 2,4 bilhões liquidados

O Bitcoin recuou cerca de US$ 8.400 nas últimas 24 horas, indo de US$ 41.200 para US$ 32.800 na madrugada de segunda-feira (11). No total, dessa maneira, estima-se que o equivalente a US$ 2,4 bilhões em Bitcoin tenham sido vendidos nesse período. O valor é equivalente a R$ 13,1 bilhões.

262.344 mil traders de Bitcoin no prejuízo

Assim como aconteceu no último recuo do Bitcoin, a queda atuou resultou em fortes prejuízos para traders otimistas. Segundo dados da Bybt, dessa vez houve 262.344 traders liquidados em operações no mercado de futuros.

Estima-se que, aproximadamente, US$ 1,94 bilhão (R$ 10,6 bilhões) tenham sido varridos das carteiras dos usuários. O valor é referente à garantia disponibilizada na corretora em operações compradas (long). A queda, dessa maneira, consumiu todas as reservas dos traders e os deixou em total prejuízo.

Mais de R$ 1 trilhão em perdas no valor de mercado das criptomoedas

A queda do Bitcoin fez desaparecer um valor impressionante da capitalização de mercado das criptomoedas. Apenas no Bitcoin, US$ 102 bilhões (R$ 558,8 bilhões) sumiram nas últimas 24 horas, segundo o site Bitinfocharts. As perdas, no entanto, se alastraram também para o mercado como um todo, atingindo fortemente as altcoins.

Outras criptos viram perdas maiores dos os pouco mais de 20% do Bitcoin. No total, estima-se que cerca de US$ 200 bilhões (R$ 1,1 trilhão) em valor de mercado tenha desaparecido.

Mergulho de até 35% em altcoins

Quem tinha altcoins e cedeu à pressão da correção teve prejuízo muito maior do que no Bitcoin. Foi o caso, por exemplo, da Maker (MKR), que derreteu 35%. Além disso, o Bitcoin SV (BSV) caiu 33% e a Nano, que vinha em alta, recuou 30%. Já os preços da Band Protocol (BAND) e da Crypto.com Coin (CRO) caíram 25% em um dia.

Baleias com pelo menos 1.000 BTC crescem 4% em meio à correção

Alguns investidores podem estar em pânico, mas baleias seguem aproveitando a baixa para acumular. Segundo Elias Samos, especialista na provedora de infraestrutura em blockchain Bison Trails, O número de investidores que detêm pelo menos 1.000 BTC aumentou consideravelmente nos últimos dias.

De 2.261 no começo de dezembro, quantidade chegou a 2.352 nesta segunda-feira (11). O crescimento de 4%, no entanto, indicaria que grandes investidores estão aproveitando o recuo para comprar Bitcoin com desconto.

Endereços com mais de 1k BTC continuam crescendo às custas de todos os outros – mesmo enquanto a crise mais recente está entrando em vigor. Enquanto você vendia, as baleias devoravam seu Bitcoin…

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá