Reguladores começam a aumentar pressão em cima de exchanges de criptomoedas

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Uma auditoria recente afirma que as informações de terceiros no mercado estão quase sempre ausentes.

  • O IRS tem sido mais proativo no monitoramento do mercado de criptomoedas nos últimos meses.

  • Ela está trabalhando ativamente com empresas enquanto outros órgãos reguladores registram casos contra empresas de cripto.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O Serviço de Receita Federal dos Estados Unidos (IRS) parece estar acelerando sua análise de exchanges de criptomoedas.



A agência tem trabalhado com várias startups para monitorar transações, incluindo contratos para rastrear transações do Monero.



O IRS provavelmente acelerará seu exame de empresas cripto para contabilizar receitas não declaradas. O Inspetor-Geral do Tesouro para Administração Tributária (TIGTA) publicou uma auditoria no final de setembro. Ele afirma que o IRS está tendo dificuldade em identificar informações de terceiros sobre a atividade de troca do usuário.

A TIGTA constatou que algumas exchanges se qualificaram como Organizações de Liquidação de Terceiros (TPSOs), exigindo que apresentassem um formulário se certas condições fossem atendidas. A agência passa a aconselhar o IRS a emitir orientações e trabalhar na obtenção de informações de terceiros. O IRS concordou com a ideia.

Algumas empresas de blockchain e cripto estão trabalhando ativamente em soluções fiscais – algumas se concentram em ajudar os traders a relatar seus ganhos, enquanto outras ajudam as autoridades a obter registros de transações com precisão.

IRS querendo quebrar a Monero

BeInCrypto relatou anteriormente sobre as atividades do IRS em examinar vários sonegadores de criptomoedas.

Várias regras já existem, construídas para garantir que as empresas cumpram os regulamentos. A agência ofereceu um contrato de US $ 625.000 para quem quebrar anonimato da Chainalysis e Integra, na esperança de que as soluções propostas possam ajudar a rastrear transações de Monero (XMR).

O protocolo XMRs oculta as identidades do remetente e do destinatário, bem como os valores das transações. As autoridades estão preocupadas que a rede seja aproveitada por criminosos e, portanto, procuram quebrar os recursos de privacidade.

 

Reguladores aumentando pressão, começando com a Bitmex

Outros órgãos reguladores também estão intensificando seu escrutínio de entidades e processos cripto. A acusação do Departamento de Justiça contra a BitMEX, que foi anteriormente processada pela Securities and Exchange Commission, é indiscutivelmente o caso mais proeminente.

Executivos da BitMEX, incluindo o CEO Arthur Hayes, também estão envolvidos, aumentando ainda mais as apostas. Mas outros também enfrentam exames regulatórios, incluindo a Ripple , cujo presidente executivo Chris Larsen disse que se o ambiente regulatório dos EUA não mudar, a empresa seria forçada a realocar .

A própria Ripple enfrenta uma ação judicial dos primeiros investidores, que afirmam que o token XRP é um título. Ripple afirma com firmeza que não.

Share Article

Rahul Nambiampurath é um trader da Índia que foi atraído pelo Bitcoin e pela blockchain em 2014. Desde então, ele é um membro ativo da comunidade. Ele tem mestrado em finanças.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá