Ripple tentou fechar acordo com SEC antes de ser processada, diz CEO

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Em uma série de tweets, o CEO da Ripple contou novos detalhes sobre o processo da SEC.

  • Ele afirma que a Ripple tentou resolver com a SEC com a questão legal da XRP antes do processo.

  • Também relatou que a Ripple não controla onde a sua própria criptomoeda é listada.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O CEO da Ripple, Brad Garlinghouse, utilizou sua conta do Twitter para esclarecer algumas dúvidas frequentes que vem recebendo sobre o processo da SEC.



Em uma série de tweets, Garlinghouse contou nesta quinta-feira (7) existem novas considerações do que ele pode ou não dizer publicamente sobre o processo da SEC. No entanto, ele aproveitou a ocasião para responder a 5 questões-chave que estão sendo indagadas à Ripple recentemente.

O primeiro ponto questiona o porquê da Ripple não se esforçar para fechar um acordo com a SEC e resolver a questão legal da XRP. De acordo com Garlinghouse, a Ripple tentou:



“Não podemos entrar em detalhes, mas sabemos que tentamos — e continuaremos tentando com a nova administração — resolver isso de uma forma que a comunidade XRP possa continuar inovando, os consumidores sendo protegidos e os mercados ordenados preservados.”

Aliás, os acordos entre empresas que trabalham com criptomoedas e órgãos reguladores, como a SEC, não são raros. 

Como já foi visto em outras ocasiões, empresas que são notificadas ou que percebem que alguma atividade que promove pode ter implicações com o regulador, podem propor um acordo prévio como forma de impedir que um processo mais grave seja instaurado.

Uma companhia que conseguiu com sucesso fechar um acordo com a SEC foi a Block.one, a criadora da criptomoeda EOS. Em 2019 a empresa pagou uma multa de US$ 24 milhões para permitir que o EOS seguisse sendo negociado de forma legal.

A Ripple, no entanto, não teve o mesmo sucesso. O processo da SEC, que acusa os diretores da empresa de captar US $ 1,3 bilhão na venda ilícita de XRP, segue mantido e com data marcada para acontecer.

Ripple diz não controlar onde XRP é listada

Além disso, Garlinghouse aproveitou a ocasião para responder se a Ripple paga exchanges para listar o token XRP. Apesar de não dar uma resposta direta ‘sim’ ou ‘não’ sobre isso, ele afirmou que a Ripple não controla onde a sua própria criptomoeda é listada.

“XRP é um dos ativos digitais mais líquidos globalmente, e 95% é comercializado fora dos Estados Unidos. A Ripple não tem controle sobre onde a XRP é listada, quem a possui, etc. Ele é de código aberto e descentralizado.”

O CEO da Ripple também aproveitou a oportunidade para criticar a atuação da SEC. Ele declarou que “passamos da falta de clareza regulatória para o caos regulatório nos Estados Unidos”.

Apesar do preço da XRP ter despencado desde que veio a público o processo da SEC, Garlinghouse afirma que os acionistas da Ripple seguem confiando no projeto. No entanto, não são todos eles. A gestora britânica Tetragon, acionista que possui 1,5% da Ripple, entrou com pedido na justiça para obrigar a Ripple a comprar de volta suas ações

Sobre isso, Garlinghouse se diz desapontado que a Tetragon está tentando “obter vantagens injustas por meio das alegações da SEC”.

Share Article

Saori Honorato é jornalista e para o BeInCrypto escreve sobre os principais acontecimentos do universo das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá