Ripple (XRP) e Chiliz (CHZ) puxam alta de 862% no volume financeiro do Mercado Bitcoin

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • XRP é a criptomoedas mais negociada no Mercado Bitcoin.

  • Token da Ripple e Chiliz (CHZ) puxaram alta de negociações na corretora.

  • Números revelam crescimento expressivo no último ano

  • promo

    Participe da nossa comunidade gratuita no Telegram e obtenha sinais de trade e análises de criptomoedas todos os dias!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A exchange brasileira Mercado Bitcoin registrou no mês de abril um volume financeiro 10 vezes maior do que no mesmo período de 2020. O movimento foi puxado principalmente por negociações de Ripple (XRP) e CHiliz (CHZ).

Patrocinados



Patrocinados

Na esteira da adoção de XRP e CHZ, as transações no mês passado atingiram cerca de R$13,8 bilhões, 862% mais que os R$ 1,43 bilhão de abril de 2020. A conta inclui 6,3 milhões de trades de criptomoedas, além de depósito e saque de dinheiro e de criptos.

Segundo Fabrício Tota, Diretor de Novos Negócios do Mercado Bitcoin, a alta demanda por ativos como como Ripple (XRP) e Chiliz (CHZ) em abril reflete um desejo do brasileiro por maior diversificação da carteira.

Patrocinados



Patrocinados

“O CHZ é o combustível da maior plataforma de fan tokens do mundo, ligada ao futebol. Esse mercado está explodindo mundo afora. Desde o início de 2021, tivemos uma alta super expressiva desse ativo, de 2.400%,” comenta Tota.

As duas criptomoedas entregaram fortes ganhos no último ano. A XRP cresceu 602,2% no acumulado dos últimos 12 meses, enquanto a CHZ avançou impressionantes 5236,2% no mesmo período.

Hoje, a XRP é a principal criptomoeda negociada na plataforma: de todas as operações de abril, 33,59% foram com o token da Ripple. Em segundo lugar aparece o Bitcoin (BTC), com 22,28%, seguido da Ethereum (ETH), que vem de recorde e respondeu por 13,06% dos trades no último mês.

No trimestre, o Mercado Bitcoin registra 15,4 bilhões de operações e R$ 33,13 bilhões de volume financeiro. A exchange não informa o volume de criptomoedas transacionadas até aqui no ano.

Segundo um levantamento do Cointrader Monitor baseado nos dados fornecidos via API, a corretora perdeu a liderança no Brasil para a Binance em março, em movimento confirmado nos números de abril.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Sou editor-chefe do BeInCrypto Brazil desde abril de 2021.

SEGUIR O AUTOR

Previsões de cripto com o Melhor Canal de Sinais com +70% de acertos!

Entre Agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora