Ronaldinho é Detido no Paraguai e Acusado de Golpe com Bitcoin no Brasil

Compartilhar Artigo

Depois te ter sido acusado de aplicar golpes com Bitcoin, Ronaldinho Gaucho é mantido sobre custódia em Assunção, no Paraguai, acusado de uso de passaporte e documento de identificação paraguaios falso.



O ex-ídolo da seleção brasileira de futebol é, mais uma vez, alvo de polêmicas. Na noite de quarta-feira (04), Ronaldinho e o irmão foram detidos no Paraguai suspeitos de utilizarem passaportes e documentos paraguaios falsos, já na manhã dessa quinta (05), os mesmos foram escutados pelo Ministério Público do Paraguai, que decidirá se vai denunciá-los ou não.

A 18k Ronaldinho

Em outubro do ano passado o Ministério Público Federal e a Comissão de Valores Mobiliários começaram a investigar a empresa 18k Ronaldinho, suspeita de praticar pirâmide financeira.



A empresa pela qual Ronaldinho fazia propagandas com certa frequência prometia rendimento de até 2% ao dia. Os pacotes que podiam ser aderidos por clientes chegavam ao valor de US$ 12 mil. Os rendimentos seriam baseados em operações de bitcoin.

Na época, o advogado de Ronaldinho, Sérgio Queiroz, afirmou, na época, que o ex-jogador havia rescindido o contrato com a empresa. Entretanto, o site da empresa permanece no ar, com algumas operações indisponíveis, mas com as imagens do ex-atleta em suas propagandas.

Diversos Processos

Vários clientes estão processando o ex-jogador, eles alegam que estão a vários meses sem receber os rendimentos da 18k Ronaldinho. Ao todo, 150 clientes de vários estados brasileiros e países como Portugal, Itália e Estados Unidos, entraram com uma ação coletiva pedindo cerca de R$ 300 milhões por danos morais e materiais.

Muito desses clientes alegaram que fizeram os investimentos com a empresa do Ronaldinho por gostarem de futebol, serem fãs e admirarem o ex-jogador. Segundo eles, o fato de Ronaldinho ser o garoto propaganda do projeto passava credibilidade, eles não acreditavam que seu ídolo poderia fazer parte de um golpe.

O Ministério Público pode indiciar Ronaldinho tanto pela prática de crime contra a economia popular quanto por crime contra o sistema financeiro nacional. Mesmo sendo difícil uma condenação de prisão num caso desses, de economia popular, a pessoa pode ser condenada à prestação de serviços, interdição de documento, perda de bens e valores, prestação pecuniária.

Mas a situação de Ronaldinho pode piorar se ele for enquadrado na Lei 7.492, que fala sobre crime contra o sistema financeiro nacional. O artigo 16 prevê reclusão de um a quatro anos, mais multa, para quem “operar, sem a devida autorização, ou com autorização obtida mediante declaração falsa, instituição financeira, inclusive de distribuição de valores mobiliários ou de câmbio”. Se o MP entender que houve apropriação indébita, a pena pode ser de dois a seis anos de prisão.

Além da 18k Ronaldinho, o craque também se envolveu em dois projetos de ICO de criptomoedas, a Ronaldinho Soccer Coin e a Champion Coin, porém, ambos os projetos não emplacaram e foram descontinuados.

Para manter-se informado, tendo a sua disposição conteúdo constante e de qualidade, não deixe de acompanhar nosso site. Aproveite e faça parte da nossa página de criptomoedas no Twitter.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Mercadóloga, mestra em estratégia e estudiosa do mercado financeiro. Entusiasta do Bitcoin, começou a escrever sobre criptomoedas em 2017 e nunca mais parou. Atualmente é colaboradora do portal BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá