Ronaldinho paga quase R$ 10 milhões para sair da prisão e deve se mudar para Barcelona

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Jogador já soma quase R$ 10 milhões em pagamentos à Justiça do Paraguai

  • Último milhão envolve acordo recente que libera o jogador de voltar ao Brasil

  • Ronaldinho tem ficha limpa no país vizinho, mas esquema no Brasil ainda persiste

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Ronaldinho deve poder, em breve, sair do Paraguai. Os advogados do ex-jogador e de seu irmão, Roberto de Assis, selaram um acordo com o Ministério Público do Paraguai na última sexta-feira (10) que pode dar direito à dupla de deixar o país. A negociação com as autoridades envolvem o pagamento de mais R$ 1 milhão.



O acordo prevê que Ronaldinho fique com ficha policial limpa no país e possa voltar ao Brasil. Além disso, o ex-jogador poderá deixar o país natal a qualquer momento. No entanto, para isso deverá informar às autoridades paraguaias com antecedência.

E é justamente o que o ex-astro do futebol planeja fazer. Segundo a EPN, ele deve se mudar para Castelldefels, cidade a 24 KM de Barcelona onde viveu enquanto jogava pelo clube azul-grená.



O irmão de Ronaldinho, por outro lado, concordou em manter o registro da prisão na sua ficha criminal. Ainda, não poderá sair do Brasil pelos próximos dois anos.

Os valores acordados se referem a uma multa paga em juízo, US$ 90.000 para Ronaldinho e US$ 110.000 para o irmão. Somados os valores passam de R$ 1 milhão pelo câmbio de hoje.

Participe da nossa Comunidade de Trading no Telegram para acessar sinais exclusivos de negociação, conteúdo educacional, discussões e análises de projetos!

Relembre o caso

Ronaldinho e o irmão foram detidos no Paraguai no dia 4 de março após tentar embarcar com documentos falsos. O caso teria envolvido um esquema fraudulento de processo de naturalização. Embora estivessem na posse de passaportes paraguaios, eles não teriam qualquer validade.

Segundo a promotoria local, o procedimento administrativo corria sem o conhecimento dos irmãos. Eles ficaram presos em regime fechado do dia 6 março a 7 de abril.

Naquela data, a Justiça paraguaia concedeu prisão domiciliar mediante o pagamento de fiança de US$ 1,6 milhão, o equivalente a R$ 8,73 milhões. No total, dessa maneira, os valores desembolsados já chegam próximos a R$ 10 milhões em cifras convertidas.

Prisão não tem relação com Ronaldinho 18K

Apesar de se livrar de acusação formal no Paraguai, Ronaldinho não se vê longe de mais problemas com a Justiça. No Brasil, o jogador emprestou a imagem para Ronaldinho 18K, empresa de investimento que prometia 2% de lucro diário em Bitcoin.

O negócio começou a ser investigado pela CVM em outubro, que apontou indícios de pirâmide financeira. Desde dezembro, clientes se queixam de não conseguir sacar os valores investidos.

A situação é muito similar a outros esquemas acusados de operar no mesmo formato, como Unick, Genbit, Atlas Quantum e Midas Trend.

A Ronaldinho 18K chegou a mudar de nome fantasia para 18K Word. No entanto, seu CNPJ está suspenso desde fevereiro de 2020. No Instagram, as postagens estão com comentários bloqueados e o site oficial não está mais ativo.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá