Samsung aposta em startup brasileira que quer premiar bons motoristas com criptomoedas

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Startup DriveOn tem aplicativo que cria score para bons motoristas

  • Quanto maior a nota, maior é a recompensa em token Ethereum

  • Criptomoeda poderá ser trocada por descontos em seguradoras e outros serviços

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A Samsung selecionou uma startup brasileira para a última fase do seu programa de aceleração de startups. A empresa quer melhorar o trânsito recompensando bons motoristas com criptomoedas.



Fundada em Manaus, a startup DriveOn conta com uma tecnologia que alia monitoramento veicular com tecnologia blockchain. A proposta é uma espécie de Cadastro Positivo para condutores.

Um aplicativo da startup analisa os dados enviados por um aparelho acoplado no carro por meio da porta OBD II, padrão presente em carros comercializados no Brasil desde 2010.



A partir das informações coletadas, o sistema gera um score baseado no comportamento de risco do motorista. Quando melhor a nota, maior será a recompensa em criptomoedas.

Usuários receberão em CryptoMiles (CML), um token ERC20, da rede Ethereum. Ao BeInCrypto, um dos fundadores da DriveOn, o publicitário Márcio Pessoa, 40, explicou que a ideia é proporcionar uma troca justa pelos dados do motorista.

É uma forma de comercializar de forma justa o dado da pessoa. Uma vez que os dados estejam em nossa plataforma, as seguradoras conseguem enxergar quem são os motoristas com menor risco de colisão pelo score e fazer uma oferta. Mas, para [a seguradora] ter acesso a esses dados, ela compra CryptoMiles. Então, a gente cria uma relação de compra e venda desse token nas exchanges.

Participe da nossa Comunidade de Trading no Telegram para acessar sinais exclusivos de negociação, conteúdo educacional, discussões e análises de projetos!

Criptomoeda para obter descontos

Com as criptomoedas recebidas em troca dos dados, o usuário poderá obter descontos em diversos serviços. Será possível, por exemplo, usar o ativo em seguros, postos de gasolina e concessionárias.

No futuro, a ideia é também permitir o pagamento automático de pedágios, além de negociação em exchanges. A startup chegou a ensaiar uma ICO para o token em 2018, mas o projeto foi abortado. Atualmente, a criptomoeda se prepara para listagem na Latoken.

A DriveOn ainda está na fase de protótipo e negocia com montadoras a integração do software ao hardware de fábrica de veículos. Atualmente, o sistema já trabalha com um aparelho da Harman comercializado, por exemplo, a concessionárias.

Além disso, Pessoa menciona que existem conversas para incluir o score de motorista da DriveOn como um dos componentes do score de entidades de proteção ao crédito.

R$ 200.000 em prêmio da Samsung

A DriveOn está no grupo de startups selecionadas pela Samsung para a última etapa do programa Samsung Creative Startups em 2020. A empresa amazonense foi uma das 14 escolhidas entre as 40 que passaram na fase anterior.

Segundo a gigante de tecnologia da Coreia do Sul, as startups escolhidas receberão até R$200 mil cada uma. O valor não se caracteriza como um investimento porque não tem a contrapartida de participação na empresa (equity).

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá