SELIC vai cair para 1,75%, afirma JP Morgan

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • SELIC pode cair para 1,75%, de acordo com JP Morgan

  • Até o momento, BACEN só admite que a SELIC pode chegar a 2,25%

  • Juros tão reduzidos dependem de um cenário político estável

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

SELIC vai cair para 1,75%: a afirmação é do Banco JP Morgan, em relatório enviado aos seus clientes. Caso a medida se confirme, o Brasil alcançará uma nova mínima histórica para a SELIC. Queda para 1,75% é mais acentuada do que o próprio Banco Central admite.



O JP Morgan prevê que a taxa SELIC vai cair para 1,75% até o final de 2020.

Essa previsão é relativamente ousada, já que o próprio Banco Central prevê uma redução muito menor para a SELIC.



Porém, para que a expectativa do JP Morgan se confirme, o Brasil deve manter um cenário político relativamente estável.

SELIC pode cair para 1,75%

A SELIC corresponde à taxa básica de juros no Brasil. Assim, a meta da SELIC é determinada pelo Comitê de Política Monetária (COPOM), que é um órgão do Banco Central.

Nos últimos meses, a SELIC foi cortada de maneira incisiva, de maneira a tentar combater a crise econômica provocada pelo COVID-19:

Logo, a taxa SELIC atual está em 3%, conforme definido na reunião do COPOM de 06 de maio de 2020.

Para chegar a 1,75%, o JP Morgan prevê um corte de 0,75% em junho e um outro corte de 0,50% em agosto.

Num cenário alternativo, pode ser que a SELIC caia para 2%, segundo o Banco, com dois cortes seguidos de 0,50%. Porém, essa é uma possibilidade menos provável, de acordo com os especialistas.

Relatório FOCUS prevê uma queda de 6,25% do PIB em 2020

Vale lembrar que a visão do Banco Central é diferente daquela apresentada pelos economistas do JP Morgan.

Isso porque, de acordo com o relatório FOCUS emitido pelo BC na segunda-feira, dia 01 de junho, a SELIC pode chegar a 2,25% até o final do ano.

Com a redução da taxa SELIC, a expectativa do governo é aquecer a economia através do aumento de volume de dinheiro na praça, através de empréstimos e financiamentos bancários.

Contudo, para que a SELIC possa ser reduzida a 1,75%, é necessário que o cenário político brasileiro se mantenha estabilizado. Assim acontece porque, na hipótese de uma crise política, o risco apresentado aos investidores não é compatível com uma taxa de juros muito reduzida.

Finalmente, é necessário esperar o próximo Relatório FOCUS para ver se o BACEN vai revisar a sua previsão para a SELIC.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Nicolas se formou em Direito pela Universidade Federal do Paraná e é pós-graduado em Gestão de Negócios Internacionais. Atualmente, cursa Jornalismo na FAPCOM. Escreve sobre economia, política e história há alguns anos. Em 2017, após entrar em contato com a tecnologia blockchain, se entusiasmou com o seu potencial e passou a estudar as aplicações da tecnologia aos diversos setores da economia. Seu foco está em discutir as melhores maneiras de alavancar o desenvolvimento nacional através do uso do blockchain e das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá