Sérgio Mallandro promoveu pirâmide que patrocinou Vasco e Botafogo e diz que perdeu tudo

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Humorista foi um dos famosos que promoveram a JJ Invest

  • Dono da empresa foi preso este mês acusado de operar uma pirâmide financeira

  • JJ Invest chegou a patrocinar Botafogo, Vasco e outros times de futebol

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O humorista Sérgio Neiva Cavalcanti, conhecido como Sérgio Mallandro, foi uma das vítimas da empresa JJ Invest. A empresa, que já foi patrocinadora do Botafogo e do Vasco, é acusada de ser mais uma pirâmide financeira.



O operador do suposto esquema, Jonas Jaimovick, foi preso no dia 9 de novembro. Ele foi encontrado na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, após ter sido considerado foragido desde 2019.

A JJ Invest oferecia planos de investimento ousados que supostamente rendiam entre 10% e 15% ao mês. No entanto, descobriu-se mais tarde que os pagamentos iniciais eram provenientes apenas da entrada de novos investidores. 



Além de investir, Sérgio Mallandro promoveu JJ Invest em eventos da empresa| Reprodução: Fantástico

Sérgio Mallandro diz que está entre os três mil investidores enganados

O falso negócio eventualmente ruiu, deixando diversas pessoas no prejuízo. Estima-se que a dívida da empresa com três mil investidores seja de cerca de R$ 170 milhões. Sérgio Mallandro está entre eles.

Eu fiz um investimento, todo mês vinha um relatório, mas para mim foi um susto [quando saiu a notícia do golpe]. Poxa, eu acho que caí na pegadinha do malandro. Nunca tive retorno do dinheiro. Você investe na empresa que parece toda séria e acontece uma coisa dessa.

Sérgio Mallandro e o dono da JJ Invest, Jonas Jaimovick | Reprodução: O Povo

Uma das estratégias para angariar investidores era patrocinar grandes eventos. Ao Fantástico, a delegada de polícia do Rio, Daniela Rebelo, conta que a JJ Invest chegou a estampar camarotes da Sapucaí no carnaval do Rio.

Patrocinava camarote da Sapucaí, de artistas conhecidos, então essa publicidade deu legitimidade para a operação dele. Mas na verdade não existiu operação. Era só captação de dinheiro de pessoas.

JJ Invest patrocinou 24 clubes de futebol, entre eles Botafogo e Vasco

A JJ Invest chegou a patrocinar 24 clubes de futebol, como Vasco e Botafogo, por exemplo. Além disso, Neymar chegou a vestir uma camisa com o patrocínio da empresa acusada de pirâmide financeira em uma partida beneficente.

JJ Invest patrocinou 24 clubes de futebol, entre eles Vasco e Botafogo| Reprodução: O Globo

Sérgio Mallandro explica que esse foi de fato um dos principais motivos que o teriam levado a investir no negócio fraudulento. Além disso, o humorista chegou a ser contratado para promover o negócio. O humorista que nunca chegou a recuperar o dinheiro investido. 

Para colocar uma marca na camisa de um time de futebol de ponta, é muito dinheiro. Tem que ser uma empresa muito consolidada. Eu nunca imaginei na minha vida que podia ver uma notícia daquela, que o cara tinha se metido naquela confusão. Eu acho que eu caí na pegadinha do malandro.

Além disso, investidores dizem ter sido fisgados por serem iniciante no mundo dos investimentos. A declaração é comum entre vítimas de golpes do tipo. É o caso, por exemplo, de quem apostou em empresas como Genbit, Atlas Quantum, Midas Trend, Unick e outras acusadas de fraude no Brasil.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá