“Sociopata”: O Relato de Quem Foi Demitido Pelo Atlas Quantum Um Dia Antes do Pagamento

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Cerca de 140 funcionários foram desligados da empresa de arbitragem em Bitcoin sem nenhum aviso prévio.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O Atlas Quantum é uma empresa de arbitragem em Bitcoin que demitiu aproximadamente 140 funcionários no final de novembro. Sem nenhum aviso prévio, as pessoas que trabalhavam na empresa foram surpreendidas com o comunicado de Rodrigo Marques dos Santos.



Chamado de “sociopata” por um de seus ex-funcionários, o CEO e criador do Atlas Quantum anunciou a demissão um dia antes do pagamento dos funcionários. O anúncio “surpresa” deixou João Paulo Araújo sem trabalho.

Assim como outras dezenas de funcionários do Atlas Quantum, João Paulo trabalhava no suporte da empresa de investimentos Bitcoin. O empresário conta como aconteceu o anúncio da demissão em massa, onde o CEO da plataforma se esquivou de comentar sobre o pagamento dos funcionários demitidos.



“A gente não imaginava o sociopata que ele é.”

Ex-funcionário do Atlas Quantum espera para receber

João Paulo Araújo foi atraído pelo projeto ambicioso do Atlas Quantum. Até então, o negócio entregava lucros praticamente diários através da compra e venda de Bitcoin. Com direito a propaganda até na Rede Globo, a companhia teve um crescimento vertiginoso e mais de 15 mil unidades de Bitcoin (BTC) sob custódia.

De acordo com entrevista exclusiva para o BeInCrypto do ex-funcionário do Atlas Quantum, o motivo por trás do desligamento dos funcionários pode estar ligado a falta de dinheiro. Com problemas com saques em atraso, a plataforma vem diminuindo o número de colaboradores.

“Ele (Rodrigo Marques) falou que para a empresa se manter de pé, ele teria que fazer cortes drásticos, e que todo mundo que estava ali naquela sala havia sido desligado”.

Ameaças no suporte de clientes com pagamentos de Bitcoin em atraso

O ex-funcionário do Atlas Quantum disse que sofreu várias ameaças de clientes enquanto trabalhava na empresa. Sem respostas pelos atrasos com saques de Bitcoin, João Paulo menciona que “é tudo muito obscuro”.

Segundo o jovem que atendia clientes no suporte da plataforma, as informações repassadas pelo negócio eram restritas. Ou seja, não havia dados suficientes para apresentar aos usuários insatisfeitos com o negócio.

“A gente não tinha informação, o cliente entrava para perguntar e xingava a gente, ameaçava, humilhava. Sem informação é tudo muito obscuro, ninguém fala nada”.

Com problemas de saúde, ex-colaborador faz cirurgia sem receber

O colaborador João Paulo Araújo foi demitido do Atlas Quantum no último desligamento em massa que aconteceu. Porém, o ex-colaborador vive um grande dilema desde que a demissão anunciada pelo Rodrigo Marques do Santos.

O empresário que trabalhava no suporte conta que terá um cirurgia nas duas pernas em breve. Sem receber da companhia, João Paulo não sabe como ficará sua situação. O jovem largou tudo no interior para viver em São Paulo -SP por acreditar na plataforma de arbitragem em Bitcoin.

Com poucas esperanças, o ex-funcionário conta que está até com o aluguel em atraso. João Paulo menciona que o pagamento, que deveria acontecer no dia 29 de novembro, já estava sendo adiado desde o dia 20 daquele mês. No entanto, Rodrigo Marques decidiu demitir 140 funcionários um dia antes do pagamento acontecer.

“Acredito que a demissão aconteceu porque não tem dinheiro mesmo. Não tem grana para pagar ninguém. A gente trabalhou esse mês de novembro e não recebeu nada.”

No início de setembro 4 de 11 diretores do Atlas Quantum foram demitidos. Logo após esta demissão da parte executiva, mais pessoas foram desligadas. A empresa começou a diminuir o número de colaboradores desde então, até a última demissão em massa no dia 29.

Antes dessas demissões, o Atlas Quantum já teve mais de 300 pessoas trabalhando no negócio. Atualmente existe apenas 55 pessoas que continuam atuando no esquema que operava com a arbitragem de Bitcoin.

Você conhece funcionários do Atlas Quantum com pagamentos em atraso? Comente sobre a notícia e compartilhe no Facebook.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos mais tarde. Já trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas, sendo que atualmente é um dos colaboradores do BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá