“Suspeitômetro” indica manipulação de dados em trade de derivativos

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Bitfinex lança "suspeitômetro" sobre volume de trade de derivativos

  • Binance e Huobi ficam na lista das piores Exchanges

  • Manipulação do volume de trade prejudica diretamente os investidores de derivativos

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Exchange cria suspeitômetro que indica possível manipulação de dados de trade de derivativos. Iniciativa foi colocada em ação pela Bitfinex, para indicar dados de volume que não correspondem à realidade. Grandes Exchanges, como a Binance, são apontadas como “suspeitas”.



As Exchanges adoram publicar números impressionantes sobre o trade de derivativos.

Do ponto de vista das empresas, uma Exchange que lida com um grande volume de transações indica confiabilidade para os usuários.



Porém, sempre há alguma polêmica envolvida nos números, já que não é tão fácil verificar a veracidade das informações.

Assim, a Bitfinex criou o “Fishiness Indicator“. A ferramenta supostamente indica dados suspeitos sobre o volume de trade de derivativos nas Exchanges.

Suspeitômetro indica manipulação de dados sobre trade

A iniciativa da Bitfinex é, no mínimo, interessante.

De acordo com o seu criador, John Brown, o mercado de derivativos de criptomoedas é uma realidade no universo atual. Dessa maneira, muitos entusiastas observam os dados sobre o volume de trocas nas últimas 24 horas para entender a liquidez do mercado.

Ainda, de acordo com Brown, o mercado spot (cotação atual, de curto prazo) possui mais problemas do que o mercado de derivativos. Contudo, isso não significa que o mercado de futuro é isento de problemas.

Na lista acima, é possível observar que a Bitfinex lidera o ranking. Por outro lado, a Bybit, Huobi e a Binance são as piores. A justificativa válida para as diferenças, segundo John Brown, é dividida em três partes:

Fees (Tarifas)

Quanto menor as tarifas, maior o volume de trade. Dessa maneira, segundo o autor, a diferença entre as tarifas praticadas pelas Exchanges é um dos motivos para a diferença de performance entre elas.

Gamblers (Apostadores)

A presença de gamblers que fazem trade com maior alavancagem faz com que eles sejam liquidados com mais frequência. Eles também mudam de posição mais frequentemente do que os investidores profissionais, que costumam manter as suas posições até a data de expiração do derivativo.

Volatilidade dos prêmios e as taxas de juros

A volatilidade maior dos prêmios nos derivativos e nas taxas de juros faz com que exista maior incentivo para  o investidor mudar de posição. Na opinião de John, a diferença da volatilidade entre as Exchanges tem um fator “estranho.

O problema real

A manipulação dos dados sobre o volume de trade ocorre por meio de Internal Trading Desks (ITC – Mesas de operações internas) que pagam taxa zero.

Assim, as operações ocorrem dentro da própria Exchange, mas parecem reais para os investidores que estão observando de fora.

Porém, mesmo que os investidores consigam operar contra essas mesas internas, o sistema é desenhado para que as operações sejam lucrativas apenas para a Exchange. Funciona quase como um cassino: mesmo quando a ordem é executada, a perspectiva para o investidor é, quase sempre, negativa.

Dessa maneira, é importante que os investidores de derivativos deem uma olhada no suspeitômetro de John, a fim de evitar “ciladas”.

 

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Nicolas se formou em Direito pela Universidade Federal do Paraná e é pós-graduado em Gestão de Negócios Internacionais. Atualmente, cursa Jornalismo na FAPCOM. Escreve sobre economia, política e história há alguns anos. Em 2017, após entrar em contato com a tecnologia blockchain, se entusiasmou com o seu potencial e passou a estudar as aplicações da tecnologia aos diversos setores da economia. Seu foco está em discutir as melhores maneiras de alavancar o desenvolvimento nacional através do uso do blockchain e das criptomoedas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá