Uso da Internet Aumenta 300% na Coreia do Norte, Impulsionado Por Crimes Relacionados a Criptomoedas

Compartilhar Artigo

Embora os EUA estejam aplicando “pressão máxima” na Coréia do Norte, o estado expandiu tremendamente sua presença na Internet. O uso da Internet cresceu exponencialmente no país, em parte devido a crimes relacionados a criptomoedas.



Os meios de comunicação têm relatado um aumento exponencial no uso da Internet na Coreia do Norte. O país registrou um aumento de cerca de 300% no uso da internet . [New York Times] O aumento do uso da internet seguiu uma busca mais agressiva de dinheiro “escuro” pelo regime. O cibercrime explodiu no país no ano passado.

Segundo um relatório recente , o aumento não é sem razão. [Recorded Future] De fato, o estado desonesto aumentou seu armamento digital como forma de contornar as sanções. Embora isso não seja inesperado para o regime, o aumento chocou muitos analistas geopolíticos.



A Coreia do Norte Entra no Monero (XMR) Por Crimes

Uma das principais vias de como a Coreia do Norte rouba fundos digitais é por meio de criptomoedas. Monero, em particular, tornou-se bastante popular com o regime ao encobrir seus rastros. O relatório menciona explicitamente que o regime também aumentou suas capacidades de mineração de criptomoedas e cita novamente Monero como a criptomoeda de escolha do regime para transações de mineração e envio.

Dado que a Coreia do Norte é tão secreta, é difícil avaliar o impacto dessas atividades digitais. Numerosos hacks de exchanges de criptomoedas foram vinculados a agentes nocivos da Coreia do Norte, no entanto, especialmente entre as vítimas sul-coreanas.

Um relatório vazado da ONU em setembro do ano passado, mostrou que a Coreia do Norte roubou desde 2015  um total de US $ 2 bilhões em criptomoeda. O regime esperou que tais acusações da “ONU fascista” fossem completamente falsas.

A Criptomoeda é a Culpada?

Em vez de se integrar à comunidade global de nações, a Coreia do Norte reforçou suas operações sombrias. O país preferiria enriquecer-se por meio de crimes cibernéticos e práticas quase-legais do que se transformar no cenário mundial. O resultado final pode ter profundas consequências para nossa economia global.

À medida que a adoção de criptomoedas continuar a crescer, provavelmente continuaremos ouvindo temores sobre o uso para fins ilegais. Repetidamente, o governo dos EUA levantou essas preocupações. No entanto, a dependência da Coreia do Norte em crimes cibernéticos e criptomoedas não é uma acusação para toda a indústria de blockchain. Comentaristas e analistas devem repetidamente fazer essa distinção para impedir que o público caia em narrativas de medo e histeria sobre novas tecnologias como a criptomoeda.

A Coreia do Norte e sua sombria rede de crimes cibernéticos nunca cessarão até que um acordo diplomático seja alcançado. A partir de agora, as sanções parecem estar aprofundando a dependência do país de canais online ilegais. Segundo todas as estimativas, a dependência da Coreia do Norte no mundo criminoso online continuará a crescer nos próximos anos, a menos que algo drástico mude.

Faça parte da nossa página de criptomoedas no Twitter. Assim ficará por dentro das últimas notícias sobre criptomoedas e blockchain acontecendo no Brasil e no mundo.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Criado nos EUA, Lucian se formou em História Econômica. Jornalista freelancer, ele é especialista em escrever sobre o espaço de criptomoedas e a 'quarta revolução industrial' digital em que nos encontramos.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá