Usuário Tenta Receber R$ 83 Mil da GenBit que Prometia Investimentos em Criptomoedas

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Justiça concede tutela de urgência e determina bloqueio de bens da empresa.

  • promo

    BIT: 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios. Entrar agora!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Um cliente da GenBit pede o bloqueio judicial de mais de R$ 83 mil investidos em criptomoedas. A plataforma deverá ressarcir o usuário mediante o arresto de bens e ou valores em nome dos negócios citados pelo processo.

Patrocinados



Patrocinados

A GenBit faz parte do grupo Tree Part, uma empresa que controlava outra plataforma com atividades suspeitas, chamada de Zero10Club. No caso da GenBit, a companhia foi notificada pela CVM onde uma multa de até R$ 300 mil poderia ser paga pelo negócio que promete lucros a partir de investimentos em criptomoedas.

Cliente investiu mais de R$ 100 mil na GenBit

O usuário que processa a GenBit investiu mais de R$ 100 mil nos negócios da companhia. Segundo os autos do processo, o cliente da empresa conseguiu receber, até então, R$ 19.053.

Patrocinados



Patrocinados

No total, o homem afirma ter depositado R$ 102.600. Ou seja, restam R$ 83.547 para ser pago. O valor é cobrado na ação judicial que determinou o arresto de bens do negócio que operava com criptomoedas como o Bitcoin.

Inicialmente o pedido de tutela de urgência antecipada foi indeferido pela justiça neste caso. Porém, após o usuário recorrer da decisão, uma reviravolta aconteceu com o deferimento do pedido apresentado como recurso judicial

A aprovação da tutela de urgência antecipada através de recurso foi publicada nesta quinta-feira (21). A Justiça de Campinas – SP entendeu que a GenBit deverá pagar em juízo o que é devido ao homem que acreditava investir em criptomoedas como o Bitcoin.

O cliente da plataforma mostrou para a justiça que a esposa está grávida, como forma de sensibilizar o pedido de recurso para a execução de “arresto” de bens do negócio acusado de “fraude financeira”.

Além disso, o usuário alega que o caso tem causado estresse, e pede que o bloqueio aconteça em dinheiro em contas bancárias e ou bens em nome das empresas mencionadas na ação.

Uma notificação da CVM serviu também para a justiça aprovar o pedido de tutela de urgência antecipada como recurso. Ao citar que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) notificou os negócios da corporação, a justiça deferiu o pedido de tutela.

Neste caso, a empresa citada pelo comunicado da (CVM) é a Gensa Serviços Digitais. A companhia seria responsável por operar a GenBit. Na citação sobre a CVM, destaca-se “que foi sugerida multa no valor de R$ 300 mil” para a corporação que trabalha com criptomoedas.

Usuário chama empresa de “pirâmide financeira”

Segundo o proponente do processo, a GenBit é apontada como “pirâmide financeira”. O homem alega que enfrenta problemas com saques na plataforma. Para comprovar a dificuldade, o cliente do advogado Ricardo Kassin, especialista em direito eletrônico, apresentou mensagens de WhatsApp à justiça.

As mensagens são prova de que a GenBit enfrenta problemas com saques em atraso. No caso do homem que processa a empresa, são mais de R$ 83 mil em atraso.

Com o deferimento do pedido apresentado pelo cliente da GenBit, a justiça determinou o arresto de bens em nome dos negócios citados na ação.

Dessa forma, o investidor deverá entregar à justiça endereços das empresas Gensa Serviços Digitais, Arbor Brasil Serviços e Gestão Financeiras e Hdn Participações. Todas são acusadas de atrasos com o pagamento de mais de R$ 83 mil, supostamente investidos em criptomoedas.

Você conhece alguém que enfrenta dificuldades para sacar criptomoedas na GenBit? Comente sobre a decisão judicial e compartilhe esta notícia no Facebook.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos mais tarde. Já trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas, sendo que atualmente é um dos colaboradores do BeInCrypto.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

BIT. 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios.

Entrar agora