Venezuela Usará Criptomoedas Para Amenizar Crise Interna

Compartilhar Artigo

Um novo relatório surgiu ontem, alegando que o banco central da Venezuela está considerando usar as reservas de Bitcoin e Ether à sua disposição para aliviar os problemas econômicos aparentemente intermináveis do país. Se consegue ou não fazer isso, continua sendo uma questão de especulação.



No entanto, o plano elaborado pela Petroleos de Venezuela SA (PDVSA) parece ser muito mais diabólico se prestarmos atenção ao que os críticos do governo Maduro têm a dizer sobre o assunto. (A PDVSA é a indústria estatal de petróleo e gás no país sul-americano.) Tudo remonta a como a Venezuela conseguiu se apossar de um estoque considerável de criptomoedas que compreende principalmente Bitcoin e Ether.

Venezuela poderia usar Bitcoin como reservas estrangeiras

Para aqueles que estão fora do assunto, a Venezuela está atualmente enfrentando uma grave crise econômica, que piorou ainda mais devido às sanções econômicas impostas ao regime autoritário do presidente Nicolas Maduro. A Bloomberg informou quinta-feira que o banco central da Venezuela está fazendo um estudo de viabilidade de manter criptomoedas em seu cofre para contornar a persistente crise de caixa. Com base nas informações de pessoas familiarizadas com o plano, o relatório acrescentou que a PDVSA deseja que o banco central use o estoque considerável de criptomoedas para pagar aos fornecedores da empresa. O relatório, no entanto, evitou entrar em detalhes sobre onde ou como a Venezuela adquiriu volumes tão altos de Bitcoin e Ether.



Eduardo Gomez, nacional venezuelano e chefe de suporte da empresa de criptomoedas Purse.io, afirma ter a resposta.

A origem misteriosa do esconderijo Bitcoin da Venezuela

A mineração de criptomoedas na Venezuela é surpreendentemente acessível, uma vez que o governo socialista do país basicamente distribui eletricidade gratuitamente. Mas isso não significa necessariamente que os mineiros do país estejam sentados na proverbial mina de ouro.

O estado miserável da economia, juntamente com a corrupção generalizada, tornou incrivelmente difícil para indivíduos ou empresas iniciar negócios de mineração. Embora tecnicamente legal, a mineração de criptomoedas está sujeita a um exame minucioso na Venezuela. Especialmente quando as mineradoras começam a obter grandes lucros avaliados em dólar, que o governo havia proibido até muito recentemente.

Oficiais corruptos costumam usar isso para sacudir os mineiros por dinheiro. Juan Blanco, um mineiro venezuelano de Bitcoin, foi às redes sociais no início de julho, descrevendo uma história perturbadora de como ele e seus parceiros de negócios foram perseguidos e extorquidos pela polícia por pressão e intimidação.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Caio é um grande entusiasta de criptomoedas e day trader em tempo integral. A paixão pelo mercado financeiro e pela escrita permitiu que começasse a fazer parte do projeto BeInCrypto em ser o principal portal de notícias de criptomoedas e blockchain. Caio é também estudante de Ciências Econômicas.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá