Vírus ladrão de senhas mira Binance, Coinbase, Bitfinex e mais 18 apps de criptomoedas

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Novo vírus foi modificado para roubar senhas de e-mail, redes sociais e apps cripto

  • Ele pode imitar tela de login e gravar teclas digitadas

  • Não se sabe quantas pessoas já teriam sido atingidas

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Pesquisadores descobriram um novo vírus para celulares Android construído para roubar os mais variados tipos de informações do usuário. O BlackRock atinge mais alvos que o EventBot, incluindo Binance, Coinbase e Bitfinex, além de outros 18 exchanges e carteiras de criptomoedas.



Segundo especialistas da firma de segurança ThreatFabric, o malware chamado BlackRock é uma versão modificada do cavalo-de-troia bancário Xerxes. Mas, traz a diferença de mirar uma quantidade bem maior de aplicativos.

Antes focado em apps de banco, o vírus agora tem no alvo um conjunto de 226 apps para roubar senhas do usuário. Além dos 21 apps de cripto, estão serviços famosos como Gmail, Netflix e Uber.



Além disso, ele visa roubar dados de cartões de crédito cadastrados nas mais variadas plataformas, como Skype, Instagram, Tiktok, Facebook, YouTube e PlayStation.

Participe da nossa Comunidade de Trading no Telegram para acessar sinais exclusivos de negociação, conteúdo educacional, discussões e análises de projetos!

Vírus pode ler sua senha da carteira de criptomoedas

Um dos perigos do vírus, por exemplo, é sua capacidade de explorar vulnerabilidades no sistema Android para interceptar credenciais de apps de criptomoedas.

Segundo os pesquisadores, o BlackRock pode interceptar mensagens SMS, ler notificações e gravar teclas pressionadas. Dessa maneira, poderia facilmente descobrir as senhas do usuário.

Além disso, ele é capaz de imitar telas de login inteiras para capturar as informações e se camuflar para não ser detectado por antivírus.

Lista de apps afetados

O BlackRock mira os seguintes aplicativos de criptomoedas para Android.

  • Blockchain Wallet
  • Bitcoin Wallet Coincheck
  • Ethos Universal Wallet
  • Indodax
  • WazirX
  • Unocoin Wallet
  • Bitcoin Wallet
  • Plus500
  • PAYEER
  • Paxful Bitcoin Wallet
  • Paribu
  • Mycelium Bitcoin Wallet
  • EXMO Official
  • Coinbase
  • BtcTurk Bitcoin Borsası
  • BitPay
  • Aplikacja Bitmarket
  • Bitfinex
  • Binance
  • Bitcoin Wallet
  • Edge
  • bitbank

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá