Visa começa a oferecer ‘ponte’ para criptomoedas a bancos digitais do Brasil

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Executivo da Visa no Brasil admite conversas com bancos digitais sobre solução para criptomoedas.

  • API da Visa foi lançada em fevereiro e cria ponte entre bancos e cripto.

  • Fintechs como Nubank, Inter e C6 podem estar na mira.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Plataforma da Visa permite que bancos ofereçam compra, custódia e negociação de criptomoedas. Fintechs como Nubank, Inter e C6 podem estar na mira.



A Visa já iniciou tratativas com bancos digitais para viabilizar o comércio de criptomoedas no Brasil. Segundo Eduardo Abreu, vice-presidente de Novos Negócios da Visa no país, a empresa mira nesse mercado para lançar sua plataforma que cria ponte entre o sistema bancário e o mercado cripto.

A API de criptomoedas da Visa é uma nuvem que conecta instituições financeiras tradicionais a um serviço que liquida criptomoedas externamente. A solução, dessa maneira, poderia permitir que bancos ofereçam compra, custódia e negociação de criptomoedas no país.



Após especular entrada no setor cripto em janeiro, a Visa lançou a plataforma em fevereiro e iniciou testes em um banco voltado para a população negra dos Estados Unidos.

Em entrevista ao portal Blocknews, o executivo admite que a empresa pretende trazer em breve sua nuvem ao Brasil. A solução conecta o sistema dos bancos à Anchorage, banco cripto que funciona como liquidante de transações com criptomoedas.

Primeiro, estamos conversando com os bancos mais digitais. Isso porque são os que têm mais perfil para esses clientes (de criptos).

A declaração, dessa forma, confirma a expectativa de que bancos digitais podem sair na frente na oferta de criptoativos a clientes brasileiros. Na última semana, o CEO da startup Parfin, focada em criptomoedas, disse que instituições como Nubank, Inter e C6 devem adotar criptomoedas “no curto prazo”.

Visa como segunda camada para criptomoedas

A API de criptomoedas da Visa está alinhada com a proposta de tornar a empresa mais que uma bandeira de cartões. Com uso de cartões ameaçado frente a novidades como cripto e o Pix, a companhia quer trabalhar principalmente na oferta de tecnologias financeiras para alimentar esse setor em expansão.

No caso das criptomoedas, portanto, a Visa pretende funcionar como uma espécie de segunda camada para pagamentos, tal qual projetos como a Lightning Network, por exemplo.

Ao mesmo tempo, a companhia tenta integrar sua tecnologia de cartões à tecnologia. Em dezembro, a Visa lançou um cartão que oferece cashback em cripto. Além disso, no Brasil, a empresa tem parceria com as fintechs Alter e Zro Bank para emissão de cartão de criptomoedas. Segundo o Blocknews, a próxima será com a exchange Ripio.

A rival Mastercard também está de olho no mundo cripto. Recentemente, a empresa anunciou que passará a processar transações com criptomoedas na sua própria rede.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá