Visa libera pagamentos com criptomoeda USDC nos EUA e menciona ‘demanda em todo o mundo’

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Visa anuncia cartão em parceria com Crypto.com para compra com USDC.

  • Nuvem da empresa passa a liquidar pagamentos diretamente em cripto.

  • Iniciativa pode chegar ao Brasil ainda em 2021.

  • promo

    Estamos compartilhando informação no nosso grupo de Telegram , siga-nos! E obtenha sinais de trading e análise de criptomoedas diariamente!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

A Visa anunciou na manhã desta segunda-feira (29) que começará a liberar transações em USD Coin (USDC) nos Estados Unidos. A informação é da agência Reuters.



Por meio de uma parceria com a plataforma Crypto.com, a Visa diz que passará a liquidar pagamentos em USDC diretamente na rede Ethereum. Dessa forma, a empresa dispensa a necessidade de converter criptomoedas em dinheiro fiduciário, como vinha ocorrendo até então.

A novidade estará disponível, por ora, apenas para o cartão emitido em parceria com a Crypto.com. Até então, o consumidor que utilizasse o cartão já poderia utilizar criptomoedas. Os ativos, no entanto, deveriam passar por um parceiro responsável por liquidar os criptoativos no mercado e repassar os dólares para a Visa.



Com a mudança, esse passo extra deixa de existir e a Visa passa a obter as criptomoedas diretamente, via rede Ethereum. Do ponto de vista do usuário, no entanto, pouco parece mudar, ao menos por enquanto.

A empresa não anunciou se pretende aceitar outros ativos para além do USDC. A novidade funcionará em plano piloto em data ainda não divulgada, e irá se expandir para outros parceiros até o final de 2021. A expectativa é que a novidade também seja disponibilizada no Brasil este ano.

Visa bate de frente com Mastercard na aceitação de criptomoedas

A Visa ainda não revelou quando planeja levar a liquidação de criptomoedas para outros países. A empresa, no entanto, já confirmou que pretende lançar um cartão compatível com criptomoedas no Brasil ainda em 2021.

Além disso, a companhia já inicia a comercialização de sua API para bancos. O sistema pretende conectar o sistema bancário à nuvem da Visa para liquidar criptomoedas, abrindo portas para bancos entrarem no mercado de compra e venda de bitcoin.

A iniciativa não surpreende após declações do CEO global da empresa. Em entrevista recente, Al Kelly disse que a Visa quer abocanhar uma parcela do mercado criado pelas criptomoedas, e aventou a possibilidade de a processadora de pagamentos aceitar também bitcoin, ether e outras moedas digitais.

Cuy Sheffield, chefe da criptomoedas da Visa, disse à Reuters:

Vemos uma demanda crescente de consumidores em todo o mundo para poder acessar, guardar e usar moedas digitais e estamos vendo uma demanda de nossos clientes para poder construir produtos que forneçam esse acesso para os consumidores.

A Visa sai na frente da rival Mastercard, que já havia anunciado que passaria a liquidar pagamentos com stablecoins na sua própria nuvem, mas ainda não lançou uma iniciativa concreta nesse sentido.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

TÓPICOS RELACIONADOS

Sou jornalista e especialista, pela USP-SP, em Comunicação Digital. Já trabalhei em rádio e impresso, mas boa parte da minha experiência vem do online. Desde 2013, colaboro regularmente com o Grupo Globo na área de tecnologia, onde já cobri assuntos diversos da área, de lançamentos de produtos aos principais ataques hackers dos últimos anos. Também já prestei consultoria em projetos do Banco Mundial e da ONU, entre outras instituições com foco em pesquisa científica. Entrei no mundo das criptomoedas principalmente na cobertura de ataques cibernéticos e golpes no Brasil. Atualmente, faço mestrado em Comunicação Científica na Universidade de Granada, na Espanha. Escrevo para o BeInCrypto desde abril de 2020.

SEGUIR O AUTOR

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá

Sinais grátis de compra e venda de criptos, análises do Bitcoin e chat com traders. Entre já no nosso Telegram!

Vamos lá