‘XRP podia estar no lugar do ETH’, diz CEO da Ripple

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Durante a sua participação no DC Fintech Week, o CEO da Ripple afirmou que o XRP poderia estar atualmente no segundo lugar no ranking de criptomoedas mais valiosas do mundo.

  • Atualmente, o ETH ocupa essa posição, com uma capitalização acima de US$ 467 bilhões. Já o XRP possui aproximadamente US$ 50 bilhões.

  • Garlinghouse se queixou da forte repressão que a SEC realiza no XRP.

  • promo

    BIT: 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios. Entrar agora!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O CEO da Ripple Labs, Brad Garlinghouse, afirmou que o token XRP (XRP) poderia ter ultrapassado o Ethereum se não fosse pelo processo envolvendo a empresa e a SEC.

Patrocinados



Patrocinados

Durante a sua participação no DC Fintech Week, na quinta-feira (21), o CEO da Ripple afirmou que o XRP, token nativo da empresa, poderia estar no segundo lugar no ranking de criptomoedas mais valiosas do mundo.

Atualmente, o ETH ocupa essa posição, com uma capitalização acima de US$ 467 bilhões. O XRP por outro lado, está na sétima colocação do ranking, com um valor de mercado de aproximadamente US$ 50 bilhões, segundo dados do CoinGekco.

Patrocinados



Patrocinados

SEC prejudica XRP e beneficia ETH, diz CEO

Garlinghouse se queixou da forte repressão que o órgão regulador realiza no XRP. Em dezembro do ano passado, a SEC abriu um processo contra a Ripple, afirmando que a empresa lucrou bilhões de dólares na venda de seus tokens, que deveriam ser classificados como valores mobiliários.

Ao ser entendido como um valor mobiliário, o XRP deveria ser comercializada apenas em bolsas regulamentadas pela SEC, assim como as ações de empresas de capital aberto no país, e não em exchanges de criptomoedas.

Para o órgão regulador, criptomoedas como Bitcoin (BTC)  e Ethereum podem ser negociados em plataformas cripto por serem classificadas como commodities. Segundo o CEO da Ripple, essa diferenciação entre os tokens foi o principal fator para o ETH ter ultrapassado com folga o XRP.

“Nos últimos anos, XRP foi o segundo ativo digital mais valioso. Como ficou claro que a SEC deu um passe livre para o ETH, o ETH obviamente explodiu e essa decisão o ajudou”.

Garlinghouse ainda afirmou que a SEC é prejudicial ao mercado cripto e aos seus investidores ao tomar esse tipo de decisão. Ele enfatizou que quase 50 mil americanos detentores de XRP foram prejudicados devido ao impacto negativo no preço do ativo.

Após a abertura do processo, algumas exchanges começaram a remover o XRP da lista de ativos disponíveis para negociação. Em março, mais de 6 mil investidores do token pediram para testemunhar a favor da empresa no caso. No mesmo mês, a justiça aprovou a intervenção de investidores no processo.

No entanto, o caso, que já se arrasta por 10 meses, parece longe de uma conclusão. Neste mês, a SEC rejeitou uma proposta de acordo proposta pela Ripple.

Ethereum dispara com DeFi e NFT

Apesar da abertura do processo ter causado uma forte queda no preço da XRP, o token conseguiu se recuperar e apresenta uma forte valorização de mais de 100% desde então, saltando dos US$ 0,50 para os atuais US$ 1,10.

No entanto, o ativo está longe de realizar os mesmos números do ETH neste período, que disparou mais de 500% até a sua nova máxima histórica alcançada na quinta-feira. Além das atualizações rumo ao Ethereum 2.0, a blockchain da criptomoeda tem sido a principal plataforma para projetos DeFi e NFT, o que explica o seu forte crescimento nos últimos meses.

Mesmo com os problemas relacionados a SEC, a Ripple tenta correr atrás nestes segmentos para ganhar mais destaque no mercado cripto. Em setembro, a empresa lançou um fundo de US$ 250 milhões para ajudar na criação de tokens não fungíveis.  

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Patrocinados
Share Article

Anderson atua como redator para o BeInCrypto, escrevendo sobre as principais notícias sobre o criptomercado e economia em geral. Antes de entrar para a equipe brasileira do site, ele participou de projetos relacionados a trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados a criptomoedas. Formando em Administração, está cursando pós graduação em Investimentos e Blockchain pela EA Banking School.

SEGUIR O AUTOR

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!

Entrar agora

BIT. 8 milhões de BITs em prêmios. Três rodadas; Montanhas de prêmios.

Entrar agora